Mundo

Eleições dos EUA: Kamala Harris dispara e ultrapassa Biden no mercado de apostas

Nome que lidera é o do republicano Donald Trump; atual mandatário está em queda desde o debate

Kamala Harris, vice-presidente dos Estados Unidos (Sean Rayford/Getty Images)

Kamala Harris, vice-presidente dos Estados Unidos (Sean Rayford/Getty Images)

Agência o Globo
Agência o Globo

Agência de notícias

Publicado em 3 de julho de 2024 às 16h43.

Última atualização em 3 de julho de 2024 às 16h52.

Tudo sobreEleições EUA 2024
Saiba mais

A vice-presidente dos Estados Unidos Kamala Harris passou o presidente Joe Biden como nome democrata favorito para as eleições deste ano no mercado de apostas. Biden, em queda acentuada desde o debate da semana passada contra Donald Trump, está com 9,7%, enquanto Harris disparou e marca 17,5%, nesta terça-feira.

Os dados são do agregador Real Clear Politics. O agregador trabalha com dados retirados de sites como BetOnline, Betfair, Bovada, Polymarket, PredictIt e Smarkets.

Na véspera do debate, Biden contava com 35,5%, mas caiu em seguida para 19,2%. Desde então, seu nome praticamente não voltou a subir no mercado de apostas. O governador da Califórnia, Gavin Newson, chegou a disparar após o debate, mas seu nome caiu após um breve pico. Nesta segunda-feira, Kamala Harris contava com 4,3%. O favorito no mercado de apostas, no entanto, não é um democrata. O republicano Donald Trump segue na frente dos demais candidatos 56,2%.

O presidente americano Joe Biden disse a um aliado importante que está ciente de que pode não conseguir salvar sua candidatura, caso não consiga convencer o público nos próximos dias de que está apto para o cargo, após um desempenho desastroso no debate da semana passada. A fonte falou sob condição de anonimato ao New York Times.

Biden, que o aliado enfatizou ainda estar profundamente envolvido na luta pela reeleição, entende que suas próximas aparições no fim de semana — incluindo uma entrevista agendada para sexta-feira com George Stephanopoulos, da rede ABC News, e paradas de campanha na Pensilvânia e em Wisconsin — devem ser bem-sucedidas.

"Ele sabe que se tiver mais dois eventos como esse, estaremos em um lugar diferente até o final de semana", disse o aliado, referindo-se ao desempenho hesitante e sem foco de Biden no debate.

Acompanhe tudo sobre:Estados Unidos (EUA)Kamala HarrisJoe BidenEleições EUA 2024

Mais de Mundo

Campanha de Biden ignora críticas e afirma que ele voltará à estrada em breve

Jovens da Venezuela se preparam para sua primeira eleição

Trump retoma campanha contra um Biden enfraquecido

Programa espacial soviético colecionou pioneirismos e heróis e foi abalado por disputas internas

Mais na Exame