Eleição na Índia pode acabar com governo comunista mais antigo

Frente de Esquerda, dirigida pelo Partido Comunista Indiano Marxista, venceu todos pleitos desde 1977 em Bengala Ocidental

Calcutá - As eleições regionais desta segunda-feira no estado indiano de Bengala Ocidental, leste do país, podem marcar o fim do mais antigo governo comunista do mundo eleito por voto democrático.

A Frente de Esquerda, dirigida pelo Partido Comunista Indiano Marxista (Communist Party of Indian - Marxist, CPI-M), venceu todas as eleições locais desde 1977.

Mas uma série de derrotas em votações legislativas e municipais debilitaram os comunistas e a nova eleição pode ser fatal.

Segundo as pesquisas, a Frente de Esquerda pode ser derrotada por Mamata Banerjee, que é chamada pelos partidários de "Didi" ou "a irmã" e que se apresenta como a porta-voz dos pobres.

A candidata do principal partido de oposição, o Partido do Congresso Trinamool, tirou proveito do descontentamento da população com os comunistas, que são acusados de terem abandonado o setor industrial e permitido o endividamento do Estado.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.