Mundo

Dose de reforço contra Covid nos EUA pode ser necessária em alguns casos

Pessoas com imunidade comprometida podem acabar precisando de doses de reforço segundo autoridades

Até agora, 2 milhões de pessoas em uma população de 9,3 milhões receberam três doses. (Matthias Bein/picture alliance/Getty Images)

Até agora, 2 milhões de pessoas em uma população de 9,3 milhões receberam três doses. (Matthias Bein/picture alliance/Getty Images)

R

Reuters

Publicado em 25 de julho de 2021 às 16h00.

Última atualização em 26 de julho de 2021 às 14h51.

O doutor Anthony Fauci, principal autoridade do governo norte-americano no controle e combate a doenças infecciosas, disse neste domingo, 25, que as pessoas com imunidade comprometida podem acabar precisando de doses de reforço da vacina contra a covid-19 nos Estados Unidos.

"As pessoas que são pacientes de transplante, quimioterapia, doenças autoimunes e que estão em regimes imunossupressores são aquelas que estarão entre as mais vulneráveis caso tenhamos uma terceira dose, o que provavelmente vai acontecer", disse Fauci em entrevista à CNN.

Citando estudos recentes que mostram que pode haver diminuição da imunidade nas pessoas vacinadas, Fauci disse que as autoridades de saúde dos EUA estão revisando os dados para determinar quando as doses de reforço serão necessárias.

“É uma situação dinâmica, um trabalho em andamento, que evolui como em muitas outras áreas da pandemia”, disse Fauci, diretor do Instituto Nacional de Alergia e Doenças Infecciosas dos EUA. “Você tem que olhar os dados.”

Acompanhe tudo sobre:CoronavírusEstados Unidos (EUA)Pandemiavacina contra coronavírusVacinas

Mais de Mundo

Forças Armadas Canadenses serão lideradas por uma mulher pela 1ª vez

Autoridades do G20 recebem recomendações de centros de pesquisas

Ataques russos na região de Donetsk deixam ao menos 11 mortos e 43 feridos

Novo primeiro-ministro britânico anuncia fim de plano de expulsar migrantes para Ruanda

Mais na Exame