Distúrbios no Egito deixam 471 feridos e 32 presos

A maioria das vítimas foi registrada em Port Said

Cairo - Pelo menos 471 pessoas ficaram feridas entre terça-feira e hoje e 32 foram presas durante os distúrbios nas cidades de Port Said e no Cairo, no Egito, segundo a agência de notícias estatal "Mena".

Fontes oficiais informaram que os ferimentos foram causados pela inalação de gás lacrimogênio e balas de baixo calibre. A maioria das vítimas foi registrada em Port Said.

Uma fonte do serviço de segurança afirmou a "Mena" que pelo menos 32 suspeitos de terem instigado os distúrbios de ontem na capital foram detidos nas imediações da ponte de Qasr al Nil, um dos principais acessos à praça Tahrir, no centro da cidade.

Os detidos são acusados de agredir as forças de segurança e destruir propriedades públicas e privadas. A fonte informou ainda que entre os feridos de ontem no Cairo há onze policiais.

Os choques entre os manifestantes e as forças de ordem se intensificaram na terça-feira em Port Said, para onde o Exército foi enviado.

Desde domingo, pelo menos seis pessoas, três delas policiais, morreram nos enfrentamentos nessa cidade, que explodiram depois do Ministério do Interior anunciar a transferência dos presos da prisão de Port Said por motivos de segurança, o que causou o protesto de seus familiares.

A justiça definirá no sábado a sentença definitiva sobre o massacre do estádio de Port Said, ocorrido em fevereiro de 2012, na qual morreram 74 pessoas no final de um jogo de futebol entre o clube local Al Masry e o cairota Al Ahly.

Um tribunal já condenou à morte 21 acusados do massacre, o que gerou no final de janeiro uma onda de violência e indignação popular que levou as autoridades a declararem toque de recolher na cidade. O tribunal ainda deve se pronunciar sobre os outros 52 acusados.

Enquanto isso, na capital, ontem ocorreram choques nas proximidades da Tahrir durante o funeral de um ativista morto no final de janeiro mas cujo corpo foi recuperado por sua família de um necrotério somente há poucos dias. 

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.