Coreia do Sul sugere cúpula com Coreia do Norte e EUA

Segundo o premiê sul-coreano, a reunião pode acontecer se o resultado da conversa entre Trump e Kim for satisfatória

Seul – O presidente da Coreia do Sul, Moon Jae-in, sugeriu nesta quarta-feira a possibilidade que as duas Coreias e os Estados Unidos realizem uma cúpula trilateral se o resultado das que manterão em breve ele e Donald Trump com Kim Jong-un, separadamente, for satisfatório.

“Uma cúpula a Coreia do Norte-EUA depois de uma entre a Coreia do Sul e o Norte já é um fato histórico. E dependendo dos resultados, isto poderia dirigir para um encontro entre Sul, Norte e EUA”, disse Moon, em reunião preparatório para seu encontro com Kim, de acordo com o gabinete presidencial sul-coreano.

O presidente sul-coreano realizará no final de abril com o líder norte-coreano, Kim Jong-un, a primeira cúpula entre os dois países em 11 anos, enquanto o presidente americano, Donald Trump, e Kim protagonizarão, em maio, o primeiro encontro entre líderes dos EUA e a Coreia do Norte da história.

Os eventos históricos ocorreram graças a aproximação impulsionada pelos Jogos Olímpicos de Inverno, que foram realizados na Coreia do Sul e que permitiram a troca de emissários entre as duas Coreias, tecnicamente ainda em guerra, e a convocação destas cúpulas para tratar da possível desnuclearização do regime norte-coreano.

“Devemos resolver completamente os obstáculos para alcançar a desnuclearização e o estabelecimento da paz na península através dessas conversas futuras e daquelas que virão mais tarde”, concluiu Moon.

As palavras do presidente sul-coreano chegam no mesmo dia em que Pyongyang quebrou seu silêncio nos veículos de imprensa estatais sobre a aproximação com Seul e Washington, quase duas semanas depois do anúncio das cúpulas.

Apoie a Exame, por favor desabilite seu Adblock.