Combates na Líbia continuam após anúncio de cessar-fogo

Fontes dizem que forças de Kadafi mantém os ataques aos rebeldes nas cidades de Misrata e Ajdabiya

Argel - Os combates na Líbia continuaram nesta tarde nos arredores da cidade de Misrata no oeste do país, e ao sul de Ajdabiya, no leste a 160 quilômetros de Benghazi, apesar do cessar-fogo imediato anunciado nesta sexta-feira pelo regime líbio, segundo afirmaram testemunhas à emissora "Al Jazeera".

O jornalista Farag el Maghraby, contatado em Ajdabiya pela rede de televisão, assegurou que os ataques das Forças de Muammar Kadafi prosseguiram após o anúncio do cessar-fogo e que na cidade "há mortos e feridos por todas as partes".

Abdul Basit Abu Maziriv, membro do comitê de comunicação dos rebeldes em Misrata, afirmou que as Forças do regime continuam atacando a cidade, submetida a um intenso bombardeio de artilharia e tanques desde as primeiras horas desta manhã.

"Continuam disparando sobre o centro da cidade, mesmo sendo expulsos para os arredores", explicou Maziriv e acrescentou que os rebeldes ainda controlam a maioria da cidade.

Misrata, com cerca de 500 mil habitantes, é a terceira cidade da Líbia e a única grande cidade que permanece ainda sob controle insurgente no oeste do país.

Há dias ocorrem intensos combates nessa cidade enquanto os porta-vozes e a imprensa do regime afirmaram em várias ocasiões que eles tinham sido retomados.

Os rebeldes desmentiram essas informações e asseguraram que, embora alguns soldados de Kadafi tenham conseguido entrar na cidade e se apostaram como franco-atiradores em certas zonas, a cidade permanecia em seu poder.

O porta-voz rebelde Tareq Ali Ejhaui assegurou à Agência Efe que as Forças do regime tinham cortado na sexta-feira o fornecimento de energia elétrica e de água à cidade e que os franco-atiradores disparavam indiscriminadamente de alguns edifícios.

"De que classe de cessar-fogo fala Trípoli?", se perguntou nesta segunda-feira Maziriv, e explicou que o mesmo "não aconteceu" e que Kadafi "continua até o momento bombardeando e matando o povo da cidade".

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 3,90/mês
  • R$ 9,90 após o terceiro mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 99,00/ano
  • R$ 99,00 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 8,25 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também