• AALR3 R$ 20,20 -0.49
  • AAPL34 R$ 66,78 -0.79
  • ABCB4 R$ 16,69 -3.75
  • ABEV3 R$ 13,98 -1.13
  • AERI3 R$ 3,67 -0.81
  • AESB3 R$ 10,70 0.00
  • AGRO3 R$ 30,74 -0.32
  • ALPA4 R$ 20,46 -1.35
  • ALSO3 R$ 18,92 -0.94
  • ALUP11 R$ 26,83 0.86
  • AMAR3 R$ 2,41 -1.23
  • AMBP3 R$ 29,84 -2.29
  • AMER3 R$ 23,45 1.56
  • AMZO34 R$ 66,86 -0.09
  • ANIM3 R$ 5,36 -2.72
  • ARZZ3 R$ 81,01 -0.23
  • ASAI3 R$ 15,95 3.24
  • AZUL4 R$ 20,93 -1.46
  • B3SA3 R$ 12,13 2.71
  • BBAS3 R$ 37,15 4.06
  • AALR3 R$ 20,20 -0.49
  • AAPL34 R$ 66,78 -0.79
  • ABCB4 R$ 16,69 -3.75
  • ABEV3 R$ 13,98 -1.13
  • AERI3 R$ 3,67 -0.81
  • AESB3 R$ 10,70 0.00
  • AGRO3 R$ 30,74 -0.32
  • ALPA4 R$ 20,46 -1.35
  • ALSO3 R$ 18,92 -0.94
  • ALUP11 R$ 26,83 0.86
  • AMAR3 R$ 2,41 -1.23
  • AMBP3 R$ 29,84 -2.29
  • AMER3 R$ 23,45 1.56
  • AMZO34 R$ 66,86 -0.09
  • ANIM3 R$ 5,36 -2.72
  • ARZZ3 R$ 81,01 -0.23
  • ASAI3 R$ 15,95 3.24
  • AZUL4 R$ 20,93 -1.46
  • B3SA3 R$ 12,13 2.71
  • BBAS3 R$ 37,15 4.06
Abra sua conta no BTG

Chinês é preso em Hong Kong após ciberataque na Áustria

A FACC demitiu seu presidente e diretor financeiro após o ataque, que envolveu emails falsos pedindo que funcionários transferissem dinheiro para falso projeto

	Hong Kong: entre os clientes da FACC estão Airbus e Boeing
 (Lam Yik Fei / Getty Images)
Hong Kong: entre os clientes da FACC estão Airbus e Boeing (Lam Yik Fei / Getty Images)
Por Da RedaçãoPublicado em 26/08/2016 18:50 | Última atualização em 26/08/2016 18:50Tempo de Leitura: 1 min de leitura

Viena - Um cidadão chinês foi preso em Hong Kong por relação com um ciberataque que custou à fabricante de peças aeroespaciais austríaca FACC 42 milhões de euros, disse a polícia austríaca nesta sexta-feira.

A FACC demitiu seu presidente-executivo e o diretor financeiro após o ataque, que envolveu emails falsos pedindo que funcionários transferissem dinheiro para um falso projeto de aquisição- esquema conhecido como incidente do falso presidente.

Entre os clientes da FACC estão Airbus e Boeing.

O homem de 32 anos, signatário autorizado de uma empresa de Hong Kong que recebeu cerca de 4 milhões de euros da FACC, foi preso em 1º de julho por suspeitas de lavagem de dinheiro, disse um porta-voz do Escritório Federal para Crimes da Áustria.

Um porta-voz da FACC disse que a empresa estava trabalhando para recuperar 10 milhões de euros que foram encontrados e congelados em contas de diferentes países. Estes 10 milhões de euros não estão incluídos nos 42 milhões de euros já reservados pelo grupo.

O porta-voz não quis dar detalhes sobre a prisão ou a localização das contas.