Chefe do BCE nega possibilidade de ser presidente da Itália

Giorgio Napolitano, de 89 anos, anunciou nesta quarta-feira sua renúncia como presidente da República italiana

Berlim - O presidente do Banco Central Europeu (BCE), Mario Draghi, negou os rumores sobre sua possível candidatura para substituir o presidente italiano Giorgio Napolitano, que renunciou nesta quarta-feira, ao afirmar: "Não é meu trabalho".

"É evidentemente uma grande honra que meu nome circule, mas não é meu trabalho", declarou o banqueiro central em entrevista ao jornal alemão Die Zeit.

Draghi acrescentou que não quer "alimentar nenhuma especulação".

Napolitano, de 89 anos, anunciou nesta quarta-feira sua renúncia como presidente da República italiana. O Parlamento, onde nenhum partido tem maioria, deve encontrar um sucessor que gere consenso.

O nome de Mario Draghi como candidato potencial circulou de forma regular, mas o presidente do BCE negou sempre estar interessado no cargo.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.