Campanha na internet visa humanizar debate sobre imigração

A campanha foi lançada por ocasião do Dia Internacional da Imigração, organizado pelas Nações Unidas para esta sexta-feira

Imigrantes do mundo inteiro estão sendo convidados a contar sua história na internet, no âmbito de uma campanha lançada nesta quarta-feira para “humanizar o debate sobre migração”.

No site “iamamigrant.org”, realizado pela Organização Internacional da Migração (OIM) e uma ONG britânica, cada um pode contar sua história como imigrante em quatro línguas – inglês, alemão, francês e espanhol – após cadastrar nome, atividade, país de origem e país de residência atual.

Assim, é possível ter contato com a experiência de outros imigrantes, como a do intérprete de árabe oriundo do Iraque que vive na Bélgica, do artista mauritânio que vive na República Democrática do Congo ou a do francês que virou deputado na Escócia.

“Após alguns dias, você terá uma bela surpresa. Sua história vai virar um cartaz para colocar na parede, que pode ser enviado para sua família ou amigos, ou utilizar como foto de perfil”, anuncia o site.

“Nós precisamos humanizar o debate sobre a imigração e contar as histórias por trás dos números”, ressalta Saira Grant, diretora do Joint Council for the Welfare of Immigrants (JCWI), uma ONG britânica que tomou a iniciativa ao lado da OIM.

A campanha foi lançada por ocasião do Dia Internacional da Imigração, organizado pelas Nações Unidas para esta sexta-feira.

Ela já foi adotada pelo governo do México, onde cartazes com a frase “Soy Migrante” serão exibidas a partir do mês que vem.

Ela lembra uma outra iniciativa lançada no Reino Unido pela JCWI antes da última eleição geral em maio, quando pôsteres “Eu sou um imigrante” tiveram um grande impacto nas redes sociais e no metrô de Londres.

Segundo a ONU, o número de imigrantes chegou a 232 milhões em 2013.

Apoie a Exame, por favor desabilite seu Adblock.