A página inicial está de cara nova Experimentar close button

Cabines telefônicas de Londres ganham versão verde

Londres tem motivos para acreditar na sobrevivência das famosas cabines telefônicas, que agora funcionam com energia solar e recarregam celulares

Londres - Agora elas são verdes, funcionam com energia solar e permite recarregar um telefone celular: a partir desta quarta-feira, Londres tem motivos para acreditar na sobrevivência das famosas cabines telefônicas, antes vermelhas, que caíram em desuso com o avanço dos celulares.

A primeira Solarbox foi inaugurada na manhã desta quarta-feira em Tottenham Court Road, um dos pontos mais movimentados da capital britânica.

Radicalmente transformada, possui quatro tomadas que permitem a recarga gratuita de um telefone ou tablet.

Os painéis solares permitem armazenar energia em uma bateria, o que significa que os telefones podem ser recarregados até durante a noite, explicou Harold Craston, um dos idealizadores da Solarbox, jovem formado na famosa London School of Economics.

"Queremos mostrar que é possível usar o espaço público de maneira positiva e que Londres tenta ser mais verde", disse Craston, que viu seu projeto vencer um concurso organizado pela prefeitura.

A segunda Solarbox será instalada em janeiro e outras virão nos meses seguintes.

As célebres cabines vermelhas foram criadas em 1936 para o jubileu da coroação de George V e são parte do patrimônio britânico, assim como os ônibus de dois andares e os táxis pretos.

Quando deixaram de ser fabricadas em 1968, o país tinha quase 70.000 cabines, mas as máquinas caíram em desuso com o passar das décadas e a companhia telefônica BT colocou algumas à venda.

Algumas permanecem em funcionamento, mas muitas delas estão repletas de anúncios de prostituição ou são usadas como mictórios.

Quase 1.800 foram transformadas em outras coisas, de lojas a galerias de exposições ou até mesmo bares.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 4,90/mês
  • R$ 14,90 a partir do segundo mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 129,90/ano
  • R$ 129,90 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 10,83 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também