Brasil terá de investir 2,6% do PIB para ampliar setor elétrico

Cerca de 80% dessa expansão estão baseados em energia hidrelétrica, eólica e biomassa

Brasília - O Brasil deverá ter uma expansão no setor elétrico até 2020. Cerca de 80% dessa expansão estão baseados em energia hidrelétrica, eólica e biomassa, que é o uso de matéria orgânica na geração de energia.

De acordo com o secretário de Planejamento e Desenvolvimento Estratégico do Ministério de Minas e Energia, Altino Ventura, diversos fatores favorecem o uso de energias renováveis no país: a sustentabilidade, o grande potencial brasileiro, o custo menor em comparação com outras fontes e a tecnologia já adquirida. “Isso mostra que o Brasil tem uma política e está no caminho certo”, disse ele ao participar de audiência pública no Senado.

Altino Ventura disse ainda que para atingir a meta de ampliação do setor elétrico até a próxima década é preciso investir 2,6% do Produto Interno Bruto (PIB) nacional no setor. “Nunca o país fez um esforço energético dessa dimensão”, comentou.

O representante do Fórum Brasileiro de Mudanças Climáticas, Neilton Fidelis, lembrou que, no caso brasileiro, a participação da energia nas emissões totais de dióxido de carbono é menor que em outros países. Enquanto a energia brasileira é responsável por 16,5% das emissões, nos Estados Unidos esse índice chega a 89%.

Fidelis lembrou que, no mundo, 1,3 bilhão de pessoas não tem acesso à energia elétrica. “Serão necessário 40 anos para levar energia a toda a Ásia e 80 anos para abastecer toda a África Subsaariana”, afirmou. “O índice de desenvolvimento humano ainda está muito vinculado ao consumo de energia”, completou.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.