A página inicial está de cara nova Experimentar close button

Braço da Al Qaeda sequestrou trabalhadores, dizem ativistas

Grupo vinculado à Al Qaeda está por trás do sequestro de funcionários da Cruz Vermelha na Síria, divulgou Observatório Sírio de Direitos Humanos

Cairo - O grupo radical Estado Islâmico do Iraque e do Levante, vinculado à Al Qaeda, está por trás do sequestro de vários funcionários do Comitê Internacional da Cruz Vermelha (CICV) na Síria, divulgou nesta segunda-feira o Observatório Sírio de Direitos Humanos.

O grupo de ativistas informou que a organização jihadista já libertou membros do insurgente Exército Livre Sírio (ELS) e do CICV, que foram raptados ontem na estrada que une as cidades de Sermin e Saraqeb, na província setentrional de Idlib.

Outros três trabalhadores da Cruz Vermelha continuam sequestrados pelo Estado Islâmico do Iraque e do Levante, segundo o Observatório.

Por sua vez, fontes do CICV em Genebra confirmaram a libertação de três dos seis funcionários, além do voluntário do Crescente Vermelho sírio, raptados ontem no norte da Síria.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 4,90/mês
  • R$ 14,90 a partir do segundo mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 129,90/ano
  • R$ 129,90 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 10,83 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também