Áustria prende suspeitos por morte de migrantes em caminhão

Sete pessoas foram detidas até o momento, seis delas foram presas na Hungria; dos cinco que já estavam presos, quatro são búlgaros e um afegão

Autoridades austríacas anunciaram hoje (1º) duas novas detenções, no âmbito da investigação sobre a descoberta de 71 corpos de migrantes em um caminhão abandonado em uma rodovia no Leste da Áustria, na semana passada.

Um homem foi detido na Bulgária e outro na Hungria, declarou Verena Strnad, a porta-voz da procuradoria de Eisenstadt, no estado de Burgenland, onde o caminhão foi encontrado na quinta-feira (27).

Sete pessoas, portanto, foram detidas até o momento, seis das quais foram presas na Hungria. Dos cinco que já estavam presos provisoriamente, quatro são búlgaros e um afegão.

A polícia acredita que os suspeitos integravam uma de várias quadrilha de tráfico de pessoas, que extorquem grandes somas de dinheiro de migrantes para alcançarem a Europa.

Entre os 71 cadáveres encontrados no caminhão, havia quatro crianças – uma menina e três meninos. Os migrantes eram possivelmente sírios e teriam morrido asfixiados.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.