Atentado com carro-bomba contra a polícia acontece na Síria

O ataque aconteceu em uma região ao sul de Damasco, onde o Exército continua a se mobilizar em massa para combater os rebeldes

Beirute - Um atentado com carro-bomba foi praticado nesta terça-feira perto de um posto de controle das forças de ordem em uma região ao sul de Damasco, onde o Exército continua a se mobilizar em massa para combater os rebeldes, anunciou o Observatório Sírio dos Direitos Humanos (OSDH).

"Um carro-bomba explodiu no início da manhã contra uma barreira da polícia militar em Jdeidet Artouz, matando pelo menps dois soldados desta unidade", anunciou o OSDH, uma organização com sede no Reino Unido que se baseia em uma rede de militantes e de fontes médicas civis e militares em toda a Síria.

A explosão "foi acompanhada de uma intensa troca de tiros, enquanto o Exército mantinha a sua mobilização nos campos entre Kafar Soussé e Deraya", acrescentou o OSDH.

Kafar Soussé é um bairro do sudoeste de Damasco localizado a alguns quilômetros de Deraya.

O Exército tenta derrotar os rebeldes em regiões de pomares em torno da capital, que servem de bases de retaguarda para os insurgentes desde que os combates ganharam os bairros do sul de Damasco.

Na mesma região, combates eram travados em Mouadamiya al-Cham e em Deraya. Essas duas cidades foram tomadas pela rebelião.

Em outro episódio de violência, pelo menos cinco pessoas foram mortas e cerca de trinta ficaram feridas em um ataque aéreo nesta terça-feira no noroeste da Síria, afirmou o OSDH.

"De acordo com um registro inicial, cinco pessoas morreram e 30 ficaram feridas por um bombardeio a 2 km da cidade de Idleb, em uma estrada que liga ao vilarejo de Ain Chib", indica esta organização.

Ataques aéreos também atingiram a cidade de Maaret al-Nooman, entre Damasco e Aleppo, e combates foram registrados na entrada sul da localidade, de acordo com o OSDH.

A Síria é assolada desde março de 2011 por uma revolta popular contra o regime de Bashar al-Assad, que se transformou em um conflito armado, deixando mais de 40.000 mortos até o momento, segundo uma ONG síria.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.