Ashton condena atentados pede unidade ao povo egípcio

A chefe de diplomacia da UE afirmou que "todo povo egípcio deve permanecer unido e ter espírito de compromisso para construir uma democracia sustentável"

Bruxelas - A chefe da diplomacia da União Europeia, Catherine Ashton, condenou nesta sexta-feira os atentados ocorridos no Cairo nas últimas 24 horas e pediu unidade ao povo egípcio para "continuar avançando pelo caminho rumo à democracia".

Em comunicado, a alta representante da UE censurou os três ataques com bomba em diferentes zonas do Cairo contra instalações policiais que deixaram pelo menos cinco mortos e mais de 80 feridos, e transferiu sua solidariedade aos próximos das vítimas.

Ashton lembrou que amanhã será celebrado o terceiro aniversário da revolução popular "na qual o povo egípcio lutou contra um regime repressivo para pedir dignidade, justiça social, pluralismo, segurança, democracia, direitos humanos e uma economia melhor".

"A violência não levará o Egito mais perto do caminho da democracia que muita gente reivindica", indicou.

Por isso, Ashton afirmou que "todo o povo egípcio deve permanecer unido e ter espírito de compromisso para construir uma democracia profunda e sustentável".

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 3,90/mês
  • R$ 9,90 após o terceiro mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 99,00/ano
  • R$ 99,00 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 8,25 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.