Ai Weiwei instala câmeras em sua residência

O objetivo é ironizar a vigilância constante da qual o artista dissidente chinês é vítima

Pequim - O artista dissidente chinês Ai Weiwei anunciou nesta terça-feira que instalou quatro câmeras conectadas a internet em sua residência de Pequim, com o objetivo de ironizar a vigilância constante da qual é vítima.

"Minha vida está submetida a tanta vigilância e controles, seja meu telefone ou meu computador. Nosso escritório foi revistado, eu fui revistado, todo dia me seguem, há câmeras de vigilância diante da minha casa", declarou à AFP.

"Então pensei que deveria instalar (câmeras) aqui para que as pessoas possam ver todas as minhas atividades", completou.

Ai Weiwei ficou preso em um local não revelado de abril a junho de 2011, o que provocou uma onda de indignação em todo o mundo. Desde então vive sob vigilância, sem poder abandonar Pequim.

Uma das câmeras está sobre sua cama e outra em seu escritório. As imagens podem ser consultadas no endereço weiweicam.com.

O artista e dissidente, que não poupa críticas ao Partido Comunista, revelou em novembro que recebera uma notificação para pagar ao fisco 15 milhões de yuanes (1,7 milhão de euros).

Graças à mobilização de 30.000 chineses, ele conseguiu entregar a garantia necessária para apresentar uma apelação contra a retificação, que, segundo Weiwei, será uma punição por suas críticas ao regime. As autoridades aceitaram reconsiderar a decisão e o procedimento está em curso.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 3,90/mês
  • R$ 9,90 após o terceiro mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 99,00/ano
  • R$ 99,00 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 8,25 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também