Toyota erra feio em comercial onde animais pedem para morrer

Marca tirou vídeo do ar e pediu desculpas após críticas

São Paulo - A Toyota errou feio em sua nova campanha, que apresenta a Hilux 2016.

O comercial, da marca na Nova Zelândia, traz animais pedindo para serem mortos. Um alce implora para ser caçado. Um outro animal ama ser atropelado pelo carro na estrada.

Tudo porque o carro, afinal, não é qualquer carro, sim uma Hilux (essa é lógica da campanha). Eles só querem a chance de andar em uma Hilux.

Nas cenas, os animais adotam uma postura de "poeta maldito" (tipo Lord Byron) que parece querer abraçar "a noite e a morte". Em tom poético e declamatório, eles pedem para morrer como uma forma de honra e dignidade.

"Ó, que alegria, ser transportado na Hilux. Eu não vou ser caçado, vou ser, de forma feliz, capturado", diz um deles.

Mas o resultado é de puro mau gosto e falta de noção.

Claro: associações de defesa dos animais criticaram duramente a Toyota. E os consumidores, de modo geral, não aprovaram.

A Toyota decidiu tirar o comercial do ar e pedir desculpas.

Em comunicado oficial, disse: "Essa decisão reflete a opinião de muitos espectadores ao redor do mundo que foram ofendidos sem intenção pelo comercial. Nós pedidos desculpas por qualquer ofensa que tenhamos causado".

We have decided to stop screening our new Hilux TV Commercial effective immediately. This decision was not taken...

Posted by Toyota New Zealand on Sábado, 19 de dezembro de 2015

Assista:

https://youtube.com/watch?v=1mM456l9_eM

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.