Depois do Boticário, Imaginarium deixa de usar termo Black Friday

A Imaginairum adota o termo Color Friday para o período em novembro com descontos de até 80%; entenda

Neste ano, pela primeira vez, a Imaginarium deixa de usar “Black Friday” para se referir ao período de descontos nos produtos. A companhia não é a única recusar o popular termo. No último dia 29, o presidente do Grupo Boticário Artur Grynbaum deu o adeus da companhia ao termo “Black Friday“, alegando uma conotação racista. No caso da Imaginarium o motivo é outro. 

“Nossas ações buscam estar alinhadas com o contexto social que todos vivem. Sem dúvidas, o ano de 2020 tem sido um ano desafiador para todos e, nada melhor do que proporcionar alegria por meio de detalhes numa ação como essa”, diz Donato Ramos, diretor da Imaginarium, que a partir de agora adota a Color Friday.

Segundo o executivo, a intenção é proporcionar mais alegria por meio da Color Friday, que possui uma conotação otimista, levando as cores para celebrar o sazonal, em um ano que foi repleto de incertezas e dúvidas.

A campanha, pensada desde agosto, vai oferecer descontos de até 80% em mais de 100 produtos, a partir de R$9,90, tanto na loja virtual da marca, quanto nas lojas físicas localizadas em todo o país e acontece de 16 a 30 de novembro desse ano.

Espera! Tem um presente especial para você.

Uma oferta exclusiva válida apenas nesta Black Friday.

Libere o acesso completo agora mesmo com desconto:

exame digital

R$ 15,90/mês

R$ 6,36/mês

  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 44,90/mês

R$ 40,41/mês

  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa quinzenal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Apoie a Exame, por favor desabilite seu Adblock.