Após críticas, Osklen deixa de vender duas máscaras por R$147

Empresa afirmou que o lucro era de R$11 reais, mas retirou o produto do e-commerce

Diversas empresas têm realinhado seus esforços para a confecção e venda de máscaras em meio a pandemia do novo coronavírus.

Nesta terça-feira, 05, a marca carioca Osklen, do grupo Alpargatas passou a ser criticada após comercializar um kit com duas máscaras de proteção pelo valor no R$ 147 no e-commerce.

Internautas consideraram o preço do produto abusivo, mesmo sendo de uma marca conhecida pelo alto valor agregado.

Em meio a polêmicas, a Osklen divulgou uma imagem com o custo da produção na qual, por exemplo, o tecido e a confecção tem custo de R$ 28.

 (Osklen/Divulgação)

Além disso, para cada kit vendido até o fim de maio, a marca afirmou doar uma cesta básica no valor de R$ 70 para a comunidade do Jacarezinho, na Zona Norte do Rio.

Ainda assim, as críticas continuaram e a marca optou por retirar o produto do site, bem como deletar as comunicações sobre o mesmo.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 3,90/mês
  • R$ 9,90 após o terceiro mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 99,00/ano
  • R$ 99,00 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 8,25 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.