Invest

Ibovespa sobe 1% na volta do feriado com ajuda de Vale e Petrobras

No exterior as bolsas fecham estáveis após dados do mercado de trabalho americano saírem acima do esperado

Painel de cotações na B3 (Germano Lüders/Exame)

Painel de cotações na B3 (Germano Lüders/Exame)

Publicado em 10 de abril de 2023 às 09h36.

Última atualização em 10 de abril de 2023 às 17h52.

O Ibovespa, principal índice da B3, fechou esta segunda-feira, 10, em alta, recuperando o tom positivo depois da queda de 1% na semana passada. No campo político, investidores estiveram atentos à tramitação do arcabouço fiscal no Congresso, o que deve ocorrer a partir de amanhã, 11. E na bolsa, as ações da Vale (VALE3) e da Petrobras (PETR4) mantiveram o Ibovespa em terreno positivo.

Ibovespa hoje

  • IBOV: + 1,02%, aos 101.847 pontos

Para analistas, a expectativa com o arcabouço é uma das razões que explica a recuperação do Ibovespa nesta segunda. "Há uma expectativa positiva sobre a apresentação do texto do arcabouço fiscal. Isso faz com que a bolsa brasileira tenha uma reação positiva", disse Fernando Bento, CEO e sócio da FMB Investimentos.

Mas o grande impulso veio mesmo dos papéis de Vale e Petrobras, que são as companhias com maior peso na composição do índice. 

Depois de cair 6% na última semana, nesta segunda a Vale avançou junto com o minério de ferro, que chegou a subir em Singapura pela primeira vez em sete sessões. A commodity vinha caindo nos últimos dias com o temor de intervenção do governo chinês, mas a baixa nos estoques de aço deu um respiro ao minério. As siderúrgicas subiram junto com a Vale. 

  • CSN (CSNA3): + 3,78%
  • Usiminas (USIM5): + 3,28%
  • Gerdau (GGBR4): + 2,80%
  • Vale (VALE3): + 1,93%
  • CSN Mineração (CMIN3): + 1,75%

O dia também foi positivo para as ações ligadas ao petróleo. A 3R liderou os ganhos do dia e a Petrobras subiu mais de 2%, se recuperando das perdas do último pregão.

  • 3R Petroleum (RRRP3): + 5,65%
  • Petrobras (PETR3): + 2,66%
  • Petrobras (PETR4): + 2,13%
  • Prio (PRIO3): + 0,17%

O movimento, no entanto, foi na contramão do desempenho do petróleo no mercado internacional. Lá fora, a commodity caiu perto de 1% com investidores temendo novas altas de juros nos Estados Unidos. 

Como fecharam as bolsas dos EUA?

Nos EUA, dados relativos ao mercado de trabalho americano voltaram a preocupar, e as principais bolsas fecharam o dia perto da estabilidade depois de operar em leve queda por boa parte do pregão.

O payroll, um dos principais índices de trabalho americano, mostrou a criação de 236 mil empregos urbanos em março. A quantia ficou praticamente em linha com o consenso de 239 mil, enquanto os dados do mês anterior foram revisados para cima, de 311 mil para 326 mil. Já a taxa de desemprego caiu de 3,5% para 3,4% ante consenso de manutenção do patamar anterior. 

Vale lembrar que, na semana passada, dados mais fracos que o esperado traziam a ameaça de uma recessão. Porém, o payroll superou as expectativas, o que diminuiu as preocupações com a saúde da economia, mas voltou a colocar as altas de juros no radar. O mercado agora espera que o Federal Reserve (Fed, o banco central americano) suba os juros em 0,25 ponto percentual (p.p.) na próxima reunião de maio. Antes, a expectativa era de manutenção da taxa.

Veja também

Maiores altas da bolsa de valores

Maiores quedas da bolsa de valores

Que horas fecha a bolsa de valores?

O horário de negociação na B3 vai das 10h às 17h. A pré-abertura ocorre entre 9h45 e 10h, enquanto o after-market ocorre entre 17h25 e 17h30. Já as negociações com o Ibovespa futuro ocorrem entre 9h e 17h55.

Veja mais:

Acompanhe tudo sobre:IbovespaAçõesbolsas-de-valores

Mais de Invest

Reunião de Lula com Conselho Orçamentário, Boletim Focus e China: o que move o mercado

Bolsa Família: pagamento de junho começa nesta segunda-feira; RS recebe antecipado

PIS: Caixa paga abono salarial para dois grupos nesta segunda-feira; veja como sacar

Resultado da Mega-Sena concurso 2737: ninguém acerta as seis dezenas

Mais na Exame