O que é Payroll: conheça esse indicador de emprego nos EUA

O investidor que quer colocar dinheiro nos ativos de renda variável nos EUA deve conhecer a dinâmica do payroll com mais detalhes
 (Getty/Getty Images)
(Getty/Getty Images)
D
Da RedaçãoPublicado em 22/08/2022 às 18:00.

Payroll é o nome dado a um importante relatório divulgado pelos Estados Unidos com informações a respeito do emprego no país.

Sendo assim, o investidor que quer colocar dinheiro nos ativos de renda variável nos EUA deve conhecer a dinâmica do payroll com mais detalhes.

O que é Payroll?

Non-Farm Payroll (ou apenas Payroll) é um relatório do índice de emprego nos Estados Unidos, sem considerar os dados relativos ao setor de agropecuária. Esses dados são usados para indicar como anda a empregabilidade na maior economia do Mundo.

Vale notar que o Payroll, além de desconsiderar as vagas do agronegócio, desconsidera também as vagas de organizações sem fins lucrativos, autônomos, militares e proprietários de empresas. 

Independente do tipo de investimento que alguém deseje fazer, seja em ativos de renda fixa ou variável, esse indicador é fundamental, já que a economia americana impacta todo o mercado global.

Também é importante ressaltar que as atividades documentadas neste relatório representam cerca de 80% das atividades consideradas no Produto Interno Bruto (PIB) dos EUA.

Ou seja: fica claro então a importância de saber o que é payroll e seus impactos no mercado americano e global.

Como funciona o Payroll?

A periodicidade do Payroll é mensal: toda primeira sexta-feira do mês, cerca das 8h30 da manhã (horário de Washington), o anúncio é feito. No relatório, constam as principais informações a respeito da empregabilidade nos EUA.

Quem anuncia o Payroll é o Bureau of Labor Statistics (BLS), órgão do governo norte-americano voltado para a realização de estatísticas sobre o trabalho.

Assim, investidores da bolsa de valores norte-americana ficam atentos para toda a primeira sexta do mês, pois esses anúncios podem impactar seus investimentos.

Entre os dados anunciados no Payroll, estão o desemprego do país, a balança comercial, a criação (ou extinção) de novos postos de trabalho, o ganho por hora trabalhada, entre outros fatores importantes.

Para que serve o Payroll?

A importância do Payroll é elevada, pois pode avaliar como anda a economia norte-americana e para qual direção ela está indo.

Por exemplo: se a economia está crescendo e gerando empregos, é possível que as ações tendem a performar melhor e entregar mais resultados, o que acaba gerando um PIB maior.

Por outro lado, uma situação econômica desfavorável mostra possíveis problemas econômicos nos EUA – e, portanto, problemas econômicos em todo o mundo, pois os Estados Unidos impactam a economia global.

Sendo assim, as autoridades monetárias americanas, como o Fed (Federal Reserve) usam o payroll como guia na tomada de decisões. 

Por exemplo: eles podem definir as taxas de juros com base nos resultados, bem como a política monetária do país. 

Esse relatório também pode impactar o valor do dólar. Portanto, investidores com cotas em fundos de ações listadas nos EUA precisam estar atentos para a divulgação desses relatórios.

Quais os dados apresentados pelo Payroll?

O Payroll divulga, de fato, muitos resultados importantes para a economia americana. Por exemplo: ele pode mostrar quantos postos de trabalho foram criados ou extinguidos ao longo do mês. 

Sendo assim, é possível ver se a economia está se aquecendo ou dando sinais de estagnação – o que facilita na tomada de decisões econômicas pelo governo.

Além disso, ele mostra o ganho médio por hora trabalhada, o que impacta na produtividade e no consumo da população. Assim, é possível acompanhar a renda do trabalhador americano médio.

Há, ainda, a informação a respeito do desemprego: é possível ver a taxa de desempregados no país e acompanhá-la mês a mês para ter noção de sua progressão.

É possível, por fim, ver também a balança comercial do país. Ou seja, a diferença entre importações e exportações de um país.

Se o volume monetário for positivo, os EUA venderam mais do que compraram, o que pode trazer rentabilidade para os investidores de empresas americanas. Por outro lado, um volume negativo pode indicar estagnação econômica do país.

Como o Payroll impacta os investimentos?

O payroll e os investimentos têm ligação muito próxima: os dados de emprego dos EUA podem elevar a volatilidade do mercado. 

Por exemplo: se os resultados são positivos, o dólar tende a se fortalecer frente a outras moedas internacionais. Por outro lado, com resultados negativos, ele pode perder valor.

Além disso, as ações americanas podem sofrer uma volatilidade: em caso de resultado positivo, pode haver subida. Em caso negativo, pode haver queda.

Por isso, cotistas de fundos de investimentos em ativos no exterior ficam atentos à divulgação do payroll por causa disso.

A volatilidade faz com que traders aproveitem o momento para operar e buscar lucros no curto prazo. Eles podem apostar na queda ou na alta do dólar, commodities e ações dependendo de cada caso.

Por fim, em cenários negativos, é possível que o ouro se valorize, uma vez que esse ativo funciona como hedge em momentos de dificuldades econômicas.

O payroll também impacta a taxa de juros: se o mercado se aquecer muito rapidamente, o governo pode subir os juros para controlar o consumo.

Da mesma forma, se ele estiver crescendo devagar, o governo pode abaixar as taxas de juros para estimular o consumo da população.

Isso impacta a economia global, pois elevações nas taxas de juros americanas costuma resultar em mais investimentos em renda fixa e, portanto, queda nas ações negociadas na bolsa.

Você ainda tem dúvidas sobre o funcionamento e importância do payroll no mercado global? Confira outros conteúdos como esse em nosso Guia de Investimentos, como:

O que é taxa Selic?
O que é IPCA acumulado?
O que é IOF?