Invest

S&P 500: entenda o que é como funciona o índice

Quando se fala sobre os principais índices de ações dos EUA, o oficialmente conhecido como “Standard & Poor's 500 Composite Stock Price Index”

13 June 2022, Baden-Wuerttemberg, Rottweil: The logo of the American S&P 500 index and a candlestick chart can be seen in Trading View on the monitor of a computer in an office. Photo: Silas Stein/ (Photo by Silas Stein/picture alliance via Getty Images) (Getty/Getty Images)

13 June 2022, Baden-Wuerttemberg, Rottweil: The logo of the American S&P 500 index and a candlestick chart can be seen in Trading View on the monitor of a computer in an office. Photo: Silas Stein/ (Photo by Silas Stein/picture alliance via Getty Images) (Getty/Getty Images)

Da Redação
Da Redação

Redação Exame

Publicado em 10 de agosto de 2022 às 11h00.

Última atualização em 3 de maio de 2024 às 10h36.

Quando se fala sobre os principais índices de ações dos EUA, o oficialmente conhecido como “Standard & Poor's 500 Composite Stock Price Index”, comumente referido como S&P 500, é um barômetro do desempenho geral do mercado, bem como, um indicador do desempenho de grandes empresas.

Sendo assim, este artigo visa explicar o que é S&P 500, como funciona, quais as empresas que o compõem e como investir nele.  

O que é o índice S&P 500?

O S&P 500 é um índice que mede o desempenho de 500 das maiores empresas americanas de capital aberto. Juntas, elas representam cerca de 80% do capital social por capitalização de mercado. 

Trata-se de um índice amplo que inclui  setores econômicos como tecnologia da informação, saúde e consumo discricionário, bem como, grandes empresas nos setores financeiro, energético, industrial e de bens de consumo duráveis.

Além disso, o S&P 500 é um dos indicadores mais antigos e confiáveis ​​de como as empresas estão se saindo na economia dos EUA, mostrando o retorno médio do investimento quando os investidores alocam capital em uma das empresas da lista.

Como as empresas do S&P 500 são escolhidas?

Os padrões para empresas do S&P 500 são muito abrangentes. As empresas incluídas no índice são revisadas e atualizadas regularmente trimestralmente, portanto, a lista muda com base nos desenvolvimentos da economia dos EUA.

Os principais critérios são:

  • A empresa deve estar sediada nos EUA;
  • A empresa deve ser uma corporação, não uma parceria ou outra estrutura de negócios;
  • A empresa precisa demonstrar lucros positivos para o trimestre mais recente. Em outras palavras, ele deve provar que ganhou dinheiro nos últimos três meses;
  • A empresa deve ter uma capitalização de mercado de mais de US$ 13,1 bilhões. A capitalização de mercado, ou valor de mercado, é o valor de todas as ações de uma empresa que estão disponíveis para venda ou foram vendidas. É calculado multiplicando o preço das ações pelo número total de ações emitidas ao público, vendidas ou não vendidas.

Como comprar ações no S&P 500?

Tendo em vista que o índice é apenas uma carteira teórica, não há a possibilidade de investir diretamente, uma vez que não há produtos financeiros, apenas um portfólio que mede o desempenho.

No entanto, há algumas maneiras de investir nos retornos relacionados ao S&P 500, são elas: 

ETFs

Os ETFs (Exchange Traded Fund) são uma forma de investir dinheiro em várias empresas em simultâneo. Basicamente, o dinheiro de investimento vai para um pool que determinada empresa usa para investir em outras empresas. Com base nas alocações, o investidor receberá um retorno sobre esses investimentos combinados. 

BDRs

BDRs são títulos negociáveis ​​na forma de certificados de depósito, representando ações (ou participações societárias similares) em uma “empresa pública ou entidade similar” estrangeira. 

Possuindo uma estrutura semelhante aos American Depositary Receipts (ADRs), os BDRs permitem que ações de empresas estrangeiras sejam negociadas no mercado de capitais brasileiro.

Contratos Futuros de Índice

Um contrato de futuros de índice é um acordo vinculativo entre um comprador e um vendedor. Ele permite que os traders comprem e vendam contratos sobre índices financeiros e liquidem em uma data futura.

Em resumo, se o valor do índice aumentar no vencimento, o comprador receberá um lucro bruto e, se o índice cair, o comprador receberá uma perda bruta. Por outro lado, se o valor do índice subjacente cair no vencimento, o vendedor obterá um lucro bruto e, se aumentar, o vendedor obterá uma perda bruta.

Por mais de meio século, o S&P 500 tem sido um indicador do desempenho geral do mercado de ações. Por representar a maior empresa pública dos EUA, seu desempenho é visto como um microcosmo do estado dos negócios dos EUA e, por sua vez, do estado da economia dos EUA.

Em suma, o S&P 500 é uma ótima ferramenta para os investidores, orientando suas escolhas pessoais de investimento, com base no desempenho do índice. 

Este artigo te ajudou a entender o que é S&P 500? Confira outros conteúdos como esse em nosso Guia de Investimentos, como:

O que é a SEC?
O que é EBITDA?
O que é Dow Jones?

Acompanhe tudo sobre:Guia de InvestimentosS&P 500Investir Nomadbranded-content

Mais de Invest

Gol (GOLL4) e Azul (AZUL4) disparam mais de 10% após anúncio de parceria para voos no Brasil

Onde investir R$ 300 mil?

Onde investir R$ 100 mil?

Reta final: 13 milhões ainda não entregaram a declaração do IR; veja como declarar

Mais na Exame