Cyrela (CYRE3) anuncia programa de recompra de ações

O programa de recompra de ações foi aprovado pelo Conselho de Administração da Cyrela em reunião realizada na última terça-feira
 (Talita Abrantes/EXAME.com/Exame)
(Talita Abrantes/EXAME.com/Exame)
Carlo Cauti
Carlo CautiPublicado em 29/06/2022 às 10:53.

A Cyrela (CYRE3) anunciou nesta quarta-feira, 29, o lançamento de um programa de recompra de ações.

O programa foi aprovado pelo Conselho de Administração da Cyrela em reunião realizada na última terça-feira, 28.

Segundo o fato relevante enviado para a Comissão de Valores Mobiliários (CVM) pela construtora, o programa de recompra de ações vai envolver até 4,74% das ações ordinárias de emissão da companhia em circulação, o que corresponde a 13 milhões de ações.

O objetivo do programa, que terá uma duração de 12 meses, é "permitir a aplicação de recursos disponíveis na aquisição das ações em bolsa, a preços de mercado, visando a fomentar a geração de valor para seus acionistas".

A aquisição das ações no âmbito do Programa de Recompra poderá se destinar à manutenção em tesouraria, cancelamento ou posterior alienação das ações no mercado ou mesmo sua eventual destinação a participantes no âmbito de planos de incentivos baseados em ações da construtora que eventualmente venham a ser aprovados, sem redução do capital social da Companhia.

Resultados da Cyrela (CYRE3) no 1T22

No primeiro trimestre de 2022, a Cyrela registrou um lucro líquido de R$ 161,7 milhões, uma queda de 16%% em relação ao mesmo período do ano passado.

A receita líquida foi de R$ 1,231 bilhão, registrando um crescimento anual de 22,7%.

Entre janeiro e março a construtora lançou seis empreendimentos no trimestre totalizando um Valor Geral de Vendas (VGV) lançado de R$ 1,038 bilhão, uma alta de 146,3% na comparação com os três primeiros meses do ano passado.

As vendas líquidas contratadas chegaram a R$ 1,3 bilhão no período, alta de 27% na mesma base comparativa.

As despesas gerais e administrativas somaram R$ 136,2 milhões, uma alta de 14% na comparação anual.

O resultado financeiro da Cyrela foi de R$ 9,3 milhões, registrando uma queda de 14,3%.

A dívida líquida da Cyrela foi de R$ 334,3 milhões, aumento de 18,7% em comparação com dezembro, e com uma alavancagem (dívida líquida e patrimônio líquido) de 4,8%.