Tráfego de passageiros da Azul (AZUL4) aumentou 74% em maio de 2022

"Estamos alavancando a recuperação do corporativo para maximizar receita e mantemos a expectativa de apurar receita recorde no 2º trimestre de 2022", disse o CEO da Azul
 (Reprodução/Divulgação)
(Reprodução/Divulgação)
F
Fernanda BastosPublicado em 09/06/2022 às 11:34.

A companhia áerea Azul (AZUL4) anunciou nesta quarta-feira, 8, os resultados preliminares de tráfego de maio de 2022.

No relatório, a Azul afirmou que o tráfego de passageiros consolidado, também conhecido como RPKs (do inglês, Revenue Passenger Kilometers) aumentou 74% em maio deste ano.

Assine a EXAME e fique por dentro das principais notícias que afetam o seu bolso. Tudo por menos de R$ 0,37/dia

"Em maio, as taxas de ocupação se mantiveram estáveis, combinadas com o rápido aumento das tarifas e da receita unitária. Estamos alavancando a recuperação do corporativo para maximizar receita e mantemos a expectativa de apurar receita recorde no 2º trimestre de 2022," comenta John Rodgerson, CEO da Azul.

Year to date apresenta crescimento exponencial

De acordo com o levantamento, o year to date (YTD) total da empresa – que corresponde ao período a partir dia 1 de janeiro de 2022 até a data de postagem do relatório – também impressionou.

O YTD total 2022, que diz respeito à soma entre as demandas dos vôos domésticos e internacionais, somou um tráfego de passageiros na casa dos 12.436 milhões contra 8.364, que foi o Revenue Passenger Kilometers do ano anterior.

Dito isso, a companhia aérea contou com um aumento de 48,7% e a taxa de ocupação aumentou um total de +3,1 pontos percentuais.

Já a taxa de capacidade (ASKs) do YTD 2022 apresentou uma crescente um pouco mais tímida mas com um aumento considerável, subindo percentualmente 42,9.

A taxa do YTD 2022 alcançou 15.629 milhões, enquanto o mesmo período do ano passado somava 10.934 milhões.

Taxas nos vôos domésticos e internacionais

Analisando os dados separadamente, é notável que a companhia aérea tem tido um crescimento na modalidade de vôos domésticos.

Segundo o documento, o tráfego de passageiros (RPK) de vôos domésticos de maio deste ano alcançou 2.239 milhões, enquanto o mesmo período do ano anterior somou 1.455 milhões, resultando em uma variação de 59,9%.

A taxa de capacidade (ASK) acompanhou o crescimento da ocupação. Em maio de 2022, a taxa ficou em 3.048 milhões e no ano passado, correspondia a 1.863.

Em maio de 2021, o tráfego de passageiros em vôos internacionais era de 77 milhões e passou para 339 milhões neste ano, com um aumento de 339,9%.

Já a taxa de capacidade, foi de 157 milhões para 398 milhões. A variação foi de 152,6%.

Comparativamente, o percentual de taxa de ocupação dos vôos domésticos apresentou uma queda de 1,8 pontos percentuais, enquanto a taxa dos vôos internacionais – que no geral, apresentou números totais abaixo dos vôos domésticos –  subiu 36,2 p.p na Azul.