Invest

Quanto rende 10 mil na poupança?

Atualmente, a poupança é a principal aplicação financeira para 68% dos investidores brasileiros

Investir na poupança oferece segurança e liquidez (artisteer/Thinkstock)

Investir na poupança oferece segurança e liquidez (artisteer/Thinkstock)

Publicado em 21 de maio de 2024 às 11h52.

Última atualização em 21 de maio de 2024 às 13h48.

Investir na poupança é uma prática comum entre os brasileiros devido à segurança e facilidade de acesso. No entanto, com a taxa Selic a 10,5%, muitos se perguntam se essa é a melhor opção para seus investimentos. Este artigo explora o rendimento de R$ 10 mil na poupança, compara com o CDI e analisa se ainda vale a pena investir na poupança.

A origem da caderneta de poupança

A caderneta de poupança é um dos produtos financeiros mais tradicionais e populares do Brasil. Sua história começa em 1861, quando foi criada pelo Decreto nº 2.723, assinado por Dom Pedro II. O objetivo inicial era incentivar a população a poupar e proporcionar uma forma segura de guardar dinheiro, especialmente para as classes menos favorecidas.

Desenvolvimento e popularização

Nas décadas seguintes, a poupança ganhou força e se consolidou como uma das principais formas de investimento dos brasileiros. Com a criação da Caixa Econômica Federal em 1861, a poupança passou a ser administrada por essa instituição, que até hoje é um dos principais bancos a oferecer essa modalidade.

Durante o governo de Getúlio Vargas, na década de 1930, a poupança foi incentivada como uma forma de promover o desenvolvimento econômico e social. A caderneta de poupança se tornou sinônimo de segurança financeira e confiabilidade, especialmente em períodos de crise econômica.

Mudanças e regulação

Ao longo dos anos, a caderneta de poupança passou por várias mudanças regulatórias. Em 1964, com a Lei nº 4.380, a remuneração da poupança foi padronizada, estabelecendo-se um rendimento de 0,5% ao mês mais a variação da Taxa Referencial (TR). Esse modelo de remuneração foi adotado para tornar a poupança mais atraente e competitiva frente a outras formas de investimento.

Em 2012, devido à queda da taxa básica de juros, a Selic, o governo brasileiro alterou novamente as regras de remuneração da poupança. A partir de então, quando a Selic está igual ou inferior a 8,5% ao ano, a poupança rende 70% da Selic mais a TR. Quando a Selic está acima de 8,5%, a regra antiga de 0,5% ao mês mais a TR é aplicada.

Quanto rende 10 mil na poupança?

Com a taxa Selic a 10,5%, a poupança rende 70% dessa taxa mais a Taxa Referencial (TR), que está atualmente em 0,09% ao mês. Primeiro, calculamos a TR anual:

  • TR Anual: 0,09% ao mês * 12 = 1,08% ao ano

A fórmula para o rendimento anual da poupança fica:

  • Rendimento Anual da Poupança: 70% de 10,5% + 1,08% = 7,35% + 1,08% = 8,43%

Para um investimento de R$ 10 mil:

  • Rendimento Anual: 8,43% de R$ 10.000 = R$ 843

Portanto, ao final de um ano, seu investimento de R$ 10 mil na poupança renderia aproximadamente R$ 843.

Quanto rende R$ 10 mil por mês na poupança?

Para calcular o rendimento mensal, dividimos o rendimento anual por 12:

  • Rendimento Mensal: 8,43% ao ano / 12 meses = 0,7025% ao mês

Para um investimento de R$ 10 mil:

  • Rendimento Mensal: 0,7025% de R$ 10.000 = R$ 70,25

Portanto, R$ 10 mil na poupança renderia aproximadamente R$ 70,25 por mês.

Vale a pena investir na poupança?

Investir na poupança oferece segurança e liquidez, mas sua rentabilidade é baixa comparada a outras opções, como o Tesouro Direto e o CDI. Para quem busca maior rentabilidade e está disposto a diversificar seus investimentos, explorar alternativas pode ser mais vantajoso. A poupança pode ser útil para reservas de emergência devido à sua facilidade de acesso e isenção de impostos, mas para objetivos de longo prazo, investimentos com maior retorno devem ser considerados.

Atualmente, a poupança é a principal aplicação financeira para 68% dos investidores brasileiros​, com muitos preferindo essa modalidade pela segurança e simplicidade. No entanto, para maximizar os rendimentos e atingir metas financeiras de maneira mais eficiente, considerar outras opções de investimento é essencial.

Para mais informações detalhadas sobre investimentos e poupança, você pode acessar Banco Central do Brasil e ANBIMA.

Acompanhe tudo sobre:PoupançaInvestimentos-pessoais

Mais de Invest

Veja o resultado da Mega-Sena, concurso 2739; prêmio acumulado é de R$ 58,9 milhões

Quanto rende R$ 1 bilhão na poupança? E em outros investimentos?

9 Dicas de finanças para ter mais dinheiro todo mês

ETFs de Small Caps: entenda o que são e como investir

Mais na Exame