São Paulo é 1º time do Brasil a aceitar criptomoedas na venda de ingressos

Torcedores do clube paulista já podem usar bitcoin e outras criptomoedas para adquirir ingressos para as partidas quem têm o São Paulo como mandante
São Paulo Futebol Clube é o primeiro grande time brasileiro a aceitar criptomoedas como pagamento na comercialização de ingressos para os jogos como mandante (Alexandre Schneider/Getty Images)
São Paulo Futebol Clube é o primeiro grande time brasileiro a aceitar criptomoedas como pagamento na comercialização de ingressos para os jogos como mandante (Alexandre Schneider/Getty Images)
Por Gabriel RubinsteinnPublicado em 26/05/2022 00:01 | Última atualização em 25/05/2022 17:24Tempo de Leitura: 3 min de leitura

O São Paulo Futebol Clube anunciou na noite desta quarta-feira, 25, que já começou a aceitar criptomoedas como pagamento na venda de ingressos para membros do seu programa de sócio-torcedores. A iniciativa é fruto de parceria com a corretora cripto Bitso, que patrocina a equipe paulista.

Para Eduardo Toni, diretor executivo de marketing do São Paulo, oferecer mais opções aos torcedores do clube é um passo importante para tornar o Morumbi um estádio mais moderno e as criptomoedas mais acessíveis: "Estamos animados em lançar essa iniciativa pioneira e oferecer uma experiência inovadora aos são-paulinos. Ser o primeiro clube do Brasil a levar mais modernização, liberdade e acessibilidade aos torcedores, através das criptomoedas, nos enche de orgulho e alegria. O São Paulo sempre teve a inovação em seu DNA".

(Mynt/Divulgação)

A nova opção de pagamento está disponível para todos os jogos em que o São Paulo for mandante, seja no Morumbi ou em outro estádio. Os torcedores poderão pagar com as criptomoedas bitcoin (BTC), bitcoin cash (BCH), ether (ETH), wrapped bitcoin (WBTC), litecoin (LTC), dogecoin (DOGE), shiba inu (SHIB) e com cinco stablecoins lastreadas em dólar: GUSD, USDC, USDP, DAI e BUSD.

Em um primeiro momento, a opção de pagamento com criptomoedas é exclusiva aos sócios-torcedores cadastrados e que já tenham recebido a carteirinha de membro do programa. A expectativa é que, em breve, o acesso seja ampliado aos demais torcedores.

“Abrir aos torcedores do São Paulo a possibilidade de comprar ingressos para as partidas do seu time do coração com criptomoedas era um dos nossos objetivos principais desde o início da parceria com o clube” afirmou Antônio Mota, diretor de Marketing da Bitso no Brasil, que anunciou o patrocínio com o Tricolor Paulista em janeiro, em um acordo válido por três anos. “Poder disponibilizar esse serviço pela primeira vez no Brasil representa um passo importante na missão da Bitso de tornar as criptomoedas mais acessíveis e úteis no cotidiano das pessoas, promovendo mais liberdade e inclusão financeira aos brasileiros”, completou.

O sistema de pagamento com criptomoedas já está em funcionamento. O primeiro torcedor do Brasil a comprar o ingresso com cripto escolheu pagar com bitcoin e, para marcar o momento histórico, ainda foi presenteado pela Bitso e pelo SPFC com um NFT representando o primeiro ingresso do país a ser comprado com a moeda digital.

Para realizar a compra de ingressos com uso de criptomoedas, os sócios torcedores são-paulinos devem seguir o processo usual de compras pelo site parceiro do clube na comercialização - o Total Acesso -, fazer o registro como membro do programa Sócio Torcedor e selecionar a opção de pagamento com criptomoedas.

Siga o Future of Money nas redes sociais: Instagram | Twitter | YouTube | Telegram | Tik Tok