Pedidos para marcas registradas de criptomoedas, NFTs e metaverso aumentam em 2022, diz relatório

Dados de março mostraram o maior número de registros de marcas nos EUA em 2022, com 1.078 para NFTs, 604 para criptomoedas e 759 para o metaverso
Interesse de empresas na tecnologia blockchain dispara com marcas registradas (imaginima/Getty Images)
Interesse de empresas na tecnologia blockchain dispara com marcas registradas (imaginima/Getty Images)
C
Cointelegraph Brasil

Publicado em 12/09/2022 às 10:41.

Última atualização em 12/09/2022 às 10:48.

O número de marcas registradas nos Estados Unidos relacionadas a criptomoedas, tokens não fungíveis (NFTs), Web3 e metaverso desde janeiro já ultrapassou o de 2021.

De acordo com dados compilados pelo advogado de propriedade intelectual Mike Kondoudis na terça-feira (6/9), indivíduos e empresas registraram mais de 3,6 mil pedidos de marcas registradas para criptomoedas e serviços relacionados a criptomoedas no Escritório de Patentes e Marcas Registradas dos Estados Unidos em 31 de agosto, em comparação com 3.516 em todo o ano de 2021.

(Mynt/Divulgação)

Além disso, Kondoudis informou que o número de pedidos de NFT aumentou ainda mais — mais de 5,8 mil em 2022 em comparação com 2.087 em 2021 — enquanto o número de registros de marcas relacionadas ao metaverso ou Web3 mais que dobrou: 1.866 em 2021 e 4.150 a partir de agosto de 2022.

"Até agora, em 2022, mais de 5,8 mil aplicações de marcas registradas foram arquivados no USPTO para NFTs (e bens/serviços relacionados)
Janeiro: 646
Fevereiro: 781
Março: 1078
Abril: 886
Maio: 747
Junho: 718
Julho: 530
Agosto: 502

O total de 2021 foi de 2.087", publicou Mike Kondoudis no Twitter.

Os dados de março mostraram o maior número de registros em 2022 em todos os três tipos de aplicativos, com 1.078 para NFTs, 604 para criptomoedas e 759 para o metaverso, enquanto julho e agosto geralmente tiveram o menor número de aplicativos. O CEO da Meta, Mark Zuckerberg, anunciou em março que a empresa estava se preparando para disponibilizar NFTs no Instagram.

A marca de luxo Hermès também apresenvou um pedido de marca registrada nos EUA para uso de seu nome no metaverso, NFTs e moeda virtual após a empresa entrar com uma ação contra o fundador da MetaBirkins, Mason Rothschild, por supostamente lucrar com a venda de NFTs com a marca Birkin da empresa.

Além disso, grandes empresas dentro e fora do espaço cripto, incluindo Meta, Fórmula 1, Mastercard, McDonald's, Gatorade e a Força Espacial dos EUA, fizeram, em 2022, registros no USPTO sugerindo produtos virtuais ou envolvimento com cripto e blockchain.

Siga o Future of Money nas redes sociais: Instagram | Twitter | YouTube | Telegram | Tik Tok