Morgan Stanley aumenta exposição e chega a US$ 300 milhões em bitcoin

Ao investir em fundos da Grayscale, o banco tem exposição indireta milionária ao bitcoin e pretende explorar a importância das criptomoedas

Os fundos de investimento do maior banco de investimento dos EUA, Morgan Stanley, aumentaram sua exposição ao bitcoin por meio da compra de cotas do Grayscale Bitcoin Trust.

De acordo com registros da Comissão de Valores Mobiliários dos Estados Unidos (SEC) na terça-feira, 23, o Morgan Stanley Insight Fund aumentou suas participações em cotas do Grayscale Bitcoin Trust, ou GBTC, em mais de 63%, de 928.051 no segundo trimestre de 2021 para 1.520.549 em 30 de setembro.

Além disso, os registros da Carteira de Crescimento da empresa mostram que ela detinha 3.642.118 cotas do GBTC no terceiro trimestre de 2021, um aumento de 71% em comparação com as 2.130.153 no segundo trimestre. O Morgan Stanley Global Opportunity Portfolio detinha 1.463.714 GBTC, um aumento de 59% em relação a 919.805 cotas em três meses.

No momento da publicação, o preço do GBTC é de US$ 45,72, fazendo com que a exposição do banco de investimento ao bitcoin nesses três fundos seja de aproximadamente US$ 303 milhões com 6.626.381 cotas em 30 de setembro. O preço do BTC estava abaixo de US$ 50.000 em grande parte de setembro, mas o criptoativo desde então atingiu seu preço mais alto de todos os tempos em US$ 69.000 antes de cair de volta para US$ 56.000.

As respectivas carteiras e fundos permitem que o Morgan Stanley ganhe exposição ao bitcoin sem investir diretamente na criptomoeda. Em setembro, o Europe Opportunity Fund do Morgan Stanley, que investe em empresas estabelecidas e emergentes em toda a Europa, mais do que dobrou suas cotas do Grayscale Bitcoin Trust desde abril. No entanto, o fundo não relatou exposição adicional ao bitcoin no momento da publicação.

Seja investindo indiretamente na Grayscale ou apoiando plataformas de blockchain, o Morgan Stanley parece estar mergulhando cada vez mais na criptosfera. Em setembro, a empresa anunciou que estabeleceria uma divisão de pesquisa focada em criptomoedas com o objetivo de explorar a "crescente importância das criptomoedas e outros ativos digitais nos mercados globais".

Siga o Future of Money nas redes sociais: Instagram | Twitter | YouTube

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 4,90/mês
  • R$ 14,90 a partir do segundo mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 129,90/ano
  • R$ 129,90 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 10,83 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também