Future of Money

Elon Musk diz que "talvez seja imprudente" investir em dogecoin

Bilionário afirmou que criptomoeda meme é a sua favorita, mas que não aconselha pessoas a investir nela

Elon Musk ficou conhecido por defender a criptomoeda dogecoin (ANGELA WEISS/Getty Images)

Elon Musk ficou conhecido por defender a criptomoeda dogecoin (ANGELA WEISS/Getty Images)

João Pedro Malar
João Pedro Malar

Repórter do Future of Money

Publicado em 24 de maio de 2023 às 11h17.

O bilionário Elon Musk é conhecido por ser um grande defensor do dogecoin, uma criptomoeda inspirada no meme Doge, ajudando o ativo a valorizar no passado e rendendo críticas de investidores. E o dono do Twitter voltou a falar sobre o tema em uma entrevista na última terça-feira, 23.

Musk participou de uma conferência organizada pelo Wall Street Journal em que foi questionada sobre criptomoedas e, mais especificamente, o dogecoin. Ao tocar no assunto, ele fez um alerta para investidores interessados no ativo, mas também disse elogiou o projeto.

"Não estou aconselhando ninguém a comprar criptomoedas ou então a apostar tudo no dogecoin. Não aposte no dogecoin. Talvez você devesse, mas deixe-me aconselhá-lo de que talvez isso seja imprudente", comentou o bilionário, sinalizando uma mudança de postura em relação às suas falas anteriores, mais eufóricas sobre o ativo.

Ao mesmo tempo, Musk também disse que o dogecoin ainda é a sua criptomoeda favorita. O motivo, segundo ele, seria que ela é a "mais bem-humorada" e "tem cachorros", em referência ao Doge, um cachorro da raça Shiba Inu que deu origem ao meme que inspirou o ativo.

O bilionário ainda destacou uma ironia no crescimento do dogecoin, que atualmente é a décima maior cripto do mercado em capitalização. "É irônico, mas um ativo criado como uma piada em torno das criptomoedas pode acabar se tornando uma criptomoeda".

Qual a relação entre Elon Musk e o dogecoin?

Queridinha de Elon Musk, o dogecoin é defendido pelo empresário desde meados de 2020. Nesse meio tempo, o bilionário já chegou a elogiar o potencial da dogecoin como moeda e até colocou o símbolo do projeto como novo logo do Twitter por alguns dias, após comprar a rede social.

Ao contrário de muitos projetos mais consolidados de criptomoedas, como bitcoin e Ethereum, a dogecoin não possui um planejamento robusto, apesar do projeto ter sofrido algumas alterações ao longo do caminho .No entanto, o dogecoin cresceu exponencialmente desde a sua criação, chamando a atenção de Musk.

A Tesla, empresa de carros elétricos de Elon Musk, já chegou a aceitar pagamentos em dogecoin por produtos de divulgação. Segundo o empresário, foram os próprios funcionários da Tesla que o convenceram a apoiar o dogecoin.

“Pretendo apoiar pessoalmente o dogecoin, porque conheço muitas pessoas que não são tão ricas que me incentivaram a comprar e apoiar o dogecoin, então estou respondendo a essas pessoas. Quando ando pela fábrica da SpaceX ou da Tesla, eles me pedem para apoiar a dogecoin, então estou fazendo isso”, disse ele, em entrevista à Bloomberg.

Entretanto, o apoio de Musk à criptomoeda também lhe rendeu alguns problemas. Atualmente, ele enfrenta um processo em que pode ser condenado a pagar R$ 1,3 trilhão. Ele é acusado de ter inflado o preço do ativo ao elogiá-lo e então causado sua desvalorização com críticas, possivelmente lucrando com o movimento. Musk nega a acusação.

Quer investir em criptomoedas? A Mynt é a plataforma ideal para você. Abra sua conta agora e comece a investir com confiança.

Siga o Future of Money nas redes sociais: Instagram | Twitter | YouTube Telegram | Tik Tok

Acompanhe tudo sobre:CriptomoedasCriptoativoselon-musk

Mais de Future of Money

Tokenização de ativos chegará a US$ 2 trilhões até 2030, apesar do 'começo frio', aponta McKinsey

Criptomoedas podem ser "investimento principal" durante eleições nos EUA; entenda

Aproveitem a queda para comprar bitcoin, recomenda investidor milionário

CEO da Dell compartilha meme sobre bitcoin e gera especulação sobre investimento

Mais na Exame