Corretora cripto FTX pode comprar a plataforma Robinhood para tentar avanço no varejo

Plataforma de investimentos popular nos EUA, em especial entre jovens, pode se tornar algo do gigante cripto comandado por Sam Bankman-Fried
 (Bloomberg/Getty Images)
(Bloomberg/Getty Images)
C
Cointelegraph Brasil

Publicado em 28/06/2022 às 10:45.

Última atualização em 28/06/2022 às 11:50.

A corretora de criptomoedas FTX está explorando a possibilidade de aquisição da Robinhood Markets, popular aplicativo de negociação de ativos que introduziu milhões de jovens a diferentes mercados de investimento — inclusive cripto, já que a plataforma permite a negociação de bitcoin, ether e dogecoin.

Citando pessoas familiarizadas com o assunto, a Bloomberg informou na segunda-feira, 27, que a FTX tem realizando deliberações internas sobre a aquisição da Robinhood. Embora nenhuma decisão tenha sido tomada para buscar uma aquisição, a FTX leva o assunto a sério. A fonte ouvida pela publicação americana esclareceu que a FTX ainda não abordou a Robinhood com uma proposta de compra e que ainda pode decidir não buscar um acordo.

(Mynt/Divulgação)

Em declaração após a divulgação da notícia, o CEO da FTX, Sam Bankman-Fried, esclareceu que sua empresa está empolgada com a potencial aquisição da Robinhood, mas que não houve conversas ativas de fusão: “Estamos empolgados com as perspectivas de negócios da Robinhood e as possíveis maneiras de fazer parceria com eles [...] Dito isso, não há conversas ativas de M&A [Fusão e Aquisição] com a Robinhood.”

Esta não é a primeira vez que a FTX ou Sam Bankman-Fried são ligados à Robinhood. Em maio, foi divulgado que o CEO da FTX havia comprado uma participação de 7,6% na corretora avaliada em US$ 650 milhões. Na época, SBF disse que a compra refletia sua crença de que a Robinhood é um "investimento atraente", mas que ele não tinha intenção de mudar ou influenciar o controle da empresa. "Claro que achamos que é um investimento atraente também. Temos a melhor base de clientes, estamos lançando ótimos novos produtos e temos a equipe para fazer isso", disse, na época.

Apesar do atual inverno cripto, a FTX não mostrou sinais de desaceleração de sua expansão. A exchange recentemente apresentou uma oferta de empréstimo de US$ 250 milhões ao credor de bitcoin BlockFi; no início deste mês, também celebrou um acordo para comprar a plataforma canadense de criptomoedas Bitvo por um valor não revelado.

Em meio a demissões em massa no setor de exchange de criptomoedas, a FTX confirmou no início deste mês que não reduziria sua equipe. Bankman-Fried inclusive publicou nas redes sociais, em 6 de junho, que sua exchange planeja "continuar crescendo" no futuro próximo.

Quanto à Robinhood, a plataforma de corretagem perdeu cerca de três quartos de seu valor desde que estreou na bolsa de valores Nasdaq em julho de 2021. O preço das ações da empresa subiu 13% na segunda-feira, após os rumores sobre a possibilidade de compra, mas ainda está 75% abaixo de seu valor na oferta pública inicial (IPO).

No primeiro trimestre de 2022, a receita líquida da Robinhood caiu 43% ano a ano, para US$ 299 milhões. A receita relacionada a criptomoedas caiu 39%, para US$ 54 milhões no mesmo período.

Siga o Future of Money nas redes sociais: Instagram | Twitter | YouTube | Telegram | Tik Tok