Future of Money

Bitcoin supera mais de 1 bilhão de transações processadas no blockchain

Rede demorou mais que outros blockchains para atingir a marca, mas novo marco mostra aumento da atividade entre usuários

Bitcoin teve novo halving no dia 19 de abril (Reprodução/Reprodução)

Bitcoin teve novo halving no dia 19 de abril (Reprodução/Reprodução)

Da Redação
Da Redação

Redação Exame

Publicado em 6 de maio de 2024 às 10h22.

A rede blockchain do bitcoin atingiu recentemente um marco importante para o projeto: mais de 1 bilhão de transações processadas. O valor foi atingido em pouco mais de 800 semanas após o lançamento da iniciativa e a criação do seu primeiro bloco de transações processadas, em 3 de janeiro de 2009.

De acordo com dados da plataforma The Block, o valor foi atingido no início do mês de maio, no último domingo, 5. Considerando os dados históricos do projeto, o mês com mais transações processadas foi dezembro de 2023, com 17,54 milhões de movimentações na rede.

Nos últimos 12 meses, o blockchain do bitcoin sempre tem processado no mínimo 10 milhões de transações por mês. Nos seis primeiros dias de maio, foram processadas 2 milhões de transações. Já em abril deste ano, foram processadas 14,48 milhões, uma alta em relação ao mês de março.

Apesar da marca de 1 bilhão de transações processadas ser importante, a rede da maior criptomoeda do mundo demorou mais que outros projetos para chegar nela. É o caso da Ethereum, que já acumula 2,4 bilhões de transações processadas desde o seu lançamento em 2015, mais que o dobro.

Analistas do The Block apontam que o lançamento de protocolos que permitem a criação de tokens não-fungíveis (NFTs, na sigla em inglês) diretamente no blockchain do bitcoin ajudou a rede a ter um impulso no volume de transações, acelerando a superação da marca de 1 bilhão.

  • Uma nova era da economia digital está acontecendo bem diante dos seus olhos. Não perca tempo nem fique para trás: abra sua conta na Mynt e invista com o apoio de especialistas e com curadoria dos melhores criptoativos para você investir.  

Os dois principais protocolos com essa funcionalidade são o Ordinals - lançado em 2023 e diretamente ligado ao recorde de transações processadas, em dezembro do ano passado - e o Runes, que foi lançado em abril deste ano, ajudando no crescimento de transações em relação ao mês anterior.

Além disso, os analistas apontam que um interesse maior pelo bitcoin após a aprovação de fundos negociados em bolsa (ETFs, na sigla em inglês) da criptomoeda também ajudaram a aumentar o número de usuários, o interesse e as transações no blockchain nos últimos meses.

Ao mesmo tempo, a The Block aponta que as taxas diárias cobras para o processamento dessas transações têm diminuído desde a conclusão do último halving, em 19 de abril, indicando que o total de transações processadas também pode desacelerar nos próximos meses.

Siga o Future of Money nas redes sociais: Instagram | Twitter | YouTube Telegram | TikTok

Acompanhe tudo sobre:BitcoinBlockchainCriptomoedasCriptoativos

Mais de Future of Money

Bitcoin ou ether: o que comprar após forte queda das criptomoedas?

Empresa brasileira usa tokenização para permitir investimentos em hits do piseiro

União Europeia vai apoiar projeto que usa blockchain para criar soluções de sustentabilidade

ETFs de Ethereum podem atrair US$ 10 bilhões e levar cripto à máxima histórica, diz analista

Mais na Exame