Bitcoin recupera US$ 30 mil e criptomoedas de DeFi lideram ganhos

Mercado cripto amanhece em alta e criptomoedas relacionadas à plataformas de finanças descentralizadas estão entre as mais lucrativas do dia
Bitcoin volta a ser negociado acima de US$ 30 mil, patamar importante para a criptomoeda (FroYo_92/Getty Images)
Bitcoin volta a ser negociado acima de US$ 30 mil, patamar importante para a criptomoeda (FroYo_92/Getty Images)
Por Mariana Maria SilvaPublicado em 20/05/2022 10:38 | Última atualização em 20/05/2022 10:38Tempo de Leitura: 2 min de leitura

A sexta-feira, 20, começa otimista para os investidores de criptomoedas. Ao contrário do dia anterior, a maioria delas é negociada no verde, enquanto o mercado movimenta quase US$ 82 bilhões nas últimas 24 horas, de acordo com dados do CoinMarketCap.

O bitcoin recupera a faixa dos US$ 30 mil, sendo cotado a US$ 30.203 e apresentando alta de 2,4%. Este era um objetivo importante para a maior criptomoeda do mundo, de acordo com especialistas da Bloomberg e do BTG Pactual. A razão é que do ponto de vista técnico, estar acima dos US$ 30 mil pode favorecer novos movimentos de alta.

No entanto, de acordo com Lucas Costa, analista técnico do BTG Pactual e especialista em tecnologia blockchain, a volatilidade do mercado ainda pode assustar alguns investidores no momento.

Ainda que tenha recuperado alguns pontos desde que atingiu o menor número nos últimos dois anos, o Índice de Medo e Ganância continua demonstrando “medo extremo” por parte de investidores do mundo cripto. O índice serve como uma métrica para o sentimento do mercado e, quanto menor o número, maior o pessimismo.

(Mynt/Divulgação)

A segunda maior criptomoeda do mundo segue acompanhando o bitcoin. O ether é cotado a US$ 2.036 no momento, com alta de 3,7%, de acordo com o CoinGecko.

Dentro das 20 maiores criptomoedas, Avalanche e Polygon correm atrás de recuperar as perdas do dia anterior, subindo 4,4% e 3,8%, respectivamente. No entanto, o destaque desta sexta-feira, 20, são as criptomoedas de finanças descentralizadas (DeFi).

Liderando os ganhos em um cenário mais amplo, estão KNC, AAVE e UNI, subindo 25,79%, 11,09% e 7,21%, respectivamente.

Os tokens de plataformas DeFi podem ser utilizados nos mais diversos serviços e produtos financeiros oferecidos pela tecnologia, sem o intermédio de bancos. Vão desde empréstimos a conceitos mais complexos, como staking e yield farming, podendo gerar renda passiva em criptomoedas aos investidores.

Siga o Future of Money nas redes sociais: Instagram | Twitter | YouTube | Telegram | Tik Tok