Future of Money

Bitcoin amplia hegemonia no mercado após ações da SEC contra criptomoedas

Maior criptomoeda do mundo tem sido beneficiada por momento do setor e conseguiu atrair mais investidores

Bitcoin ampliou participação no mercado de criptomoedas (Reprodução/Reprodução)

Bitcoin ampliou participação no mercado de criptomoedas (Reprodução/Reprodução)

Cointelegraph
Cointelegraph

Agência de notícias

Publicado em 20 de junho de 2023 às 11h57.

A dominância do bitcoin, que mede a participação do ativo sobre o valor total do mercado de criptomoedas, ultrapassou na segunda-feira, 19, a marca de 50% pela primeira vez em dois anos. Dados da plataforma TradingView mostram que a maior cripto do mundo voltou a ganhar espaço entre investidores nas últimas semanas, coincidindo com ações da Comissão de Valores Mobiliários dos EUA (SEC).

Isso significa que o bitcoin, sozinho, contabiliza metade da capitalização de mercado total das criptomoedas, que é de cerca de US$ 1,1 trilhão. A capitalização de mercado atual do bitcoin é de US$ 519 bilhões, de acordo com dados da plataforma Coingecko.

Os dados mostram que a dominância de mercado da criptomoeda aumentou mais de 10,5% desde 27 de novembro de 2022. O crescimento foi impulsionado em grande parte por investidores que veem o ativo como um refúgio seguro diante da crise da FTX e do crescente escrutínio regulatório sobre os criptoativos nos Estados Unidos.

Embora a dominância do bitcoin tenha aumentado significativamente nos últimos oito meses, a participação de mercado do ether tem se mantido estável, em torno da marca de 20%, durante a maior parte deste ano. Atualmente, o valor combinado dos dois ativos representa cerca de 70% de toda a capitalização do mercado de criptomoedas.

Sabia que você pode investir em Bitcoin, ether, Polkadot e muitas outras moedas digitais direto no app da Mynt? Comece com R$ 100 e com a segurança de uma empresa BTG Pactual. Clique aqui para abrir sua conta gratuitamente.

Futuro do bitcoin

Michael Saylor, fundador da empresa MicroStrategy, acredita que a dominância de mercado do bitcoin chegará a 80% nos próximos anos, já que a crescente pressão regulatória da SEC deve fazer com que as stablecoins e a maioria dos outros criptoativos “desapareçam".  "A clareza regulatória impulsionará a adoção do bitcoin, eliminando a confusão e a ansiedade que têm impedido os investidores institucionais [de entrarem no mercado]", disse no Twitter.

Para ele, “toda a indústria está destinada a se concentrar no bitcoin, com talvez algo entre meia dúzia a uma dúzia de outros tokens de prova de trabalho", citando o mecanismo de consenso atualmente usado na Ethereum. Além disso, Saylor culpou a falta de entradas de “mega dinheiro institucional” no espaço cripto devido à “confusão e ansiedade” provocada pelas 25 mil outras criptomoedas que existem como alternativas.

“O bitcoin é a commodity universalmente reconhecida neste setor”, acrescentou Saylor, referindo-se ao fato de que o ativo é a única criptomoeda que o presidente da SEC, Gary Gensler, classificou como commodity. A SEC já declarou um total de 68 criptomoedas como valores mobiliários, incluindo Solana e Polygon.

A empresa de pesquisa de criptomoedas Santiment também destacou recentemente a importância do pedido da gigante de investimentos BlackRock para lançar um fundo negociado em bolsa (ETF) baseado no preço à vista do bitcoin como um dos principais motivos para a ascensão do preço da criptomoeda nos últimos dias.

yt thumbnail

Siga o Future of Money nas redes sociais: Instagram | Twitter | YouTube Telegram | Tik Tok

Acompanhe tudo sobre:BitcoinCriptomoedasCriptoativos

Mais de Future of Money

Stablecoins representam o maior volume de lavagem de dinheiro com criptoativos, aponta pesquisa

NFTs de Donald Trump disparam após ex-presidente sobreviver a ataque nos EUA

CEO da BlackRock reconhece erro sobre bitcoin e vê ativo como "ouro digital"

"Fator Trump" cria volatilidade, mas pode fazer bitcoin disparar, diz gestora

Mais na Exame