Aurory: jogo do blockchain Solana quer tomar o lugar de Axie Infinity

Novo jogo "play-to-earn" da Solana tem a mesma dinâmica de batalhas com animais fantásticos do Axie Infinity, mas promete um padrão visual equivalente ao de animações de grandes estúdios cinematográficos

Os jogos no modelo "play-to-earn" - jogue para ganhar em tradução literal - se tornaram um instrumento importante para que a indústria de criptomoedas consiga introduzir os recursos de finanças descentralizadas (DeFi) e de propriedade digital a uma quantidade mais ampla de usuários.

Ao mesmo tempo que os jogos desenvolvidos em blockchain tem atraído muitos usuários para o mercado de criptomoedas, especialmente em países em desenvolvimento, devido às recompensas financeiras que oferecem aos jogadores, ainda há lacunas a serem preenchidas no que diz respeito à jogabilidade e aos aspectos gráficos e visuais de seus universos.

Com sua capacidade de realizar e validar mais de 50 mil transações por segundo, a Solana vem se tornando a blockchain preferencial para projetos com estéticas e mecânicas de jogo mais ousadas. Depois do metaverso de ficção científica futurista poroposto por Star Atlas, um novo projeto vem chamando atenção no ecossistema da Solana: o Aurory.

O Aurory é um jogo RPG japonês de fantasia e ação que se passa em dois mundos futuristas intitulados Antik e Cryptos. Basicamente, trata-se de um jogo de batalhas e estratégia protagonizado pelos Nefties - seres fantásticos com características únicas cujos NFTs (tokens não fungíveis) precisam ser comprados pelos jogadores para terem acesso aos desafios.

Cada jogador deve montar uma equipe com três Nefties para competir com oponentes. O ganhador é aquele que conseguir eliminar os três Nefties do adversário.

Será possível jogá-lo através de duas modalidades. A princípio, a primeira a ser disponibilzada será a de PvE ("Player versus Environment"), em que todos os jogadores compartilham um mesmo objetivo, enfrentando desafios e inimigos controlados pela inteligência artificial do game.

Em um segundo momento, os desenvolvdores planejam construir uma experiência PvP ("Player versus Player"), onde os jogadores podem construir times de Nefties para desafiar outros usuários.

Observando o material apresentado pela equipe do projeto até agora, o Aurory se parece como um jogo de batalhas com seres fantásticos como tantos outros. No fundo, trata-se de mais um jogo cuja experiência se assemelha à de Axie Infinity, o grande líder do mercado de jogos em blockchain.

Os jogadores podem ganhar recompensas em AURY, o token nativo do jogo, e NFTs de acordo com os resultados obtidos nas batalhas. Estes podem ser comercializados posteriormente, enquanto o $AURY pode ser trocado por dinheiro ou reinvestido na compra de itens adicionais no marketplace da plataforma para incrementar o desempenho dos usuários nos combates.

O diferencial encontra-se na estética exuberante e onírica inspirada em filmes de animação que remetem às produções de grandes estúdios cinematográficos. A equipe do Aurory inclui artistas, animadores e desenvolvedores com experiências prévias em empresas líderes do setor, como Ubisoft e Electronic Arts (EA), e em desenvolvimento de projetos próprios de jogos 2D e 3D.

Imagem de divulgação do Aurory. Fonte: Twitter.

O objetivo do Aurory pretende nada mais nada menos do que elevar o padrão dos jogos "play-to-earn", com foco especial na educação financeira dos usuários. Para os desenvolvedores da Solana, o jogo é visto como uma porta de entrada ao ecossistema da rede e ao mercado de criptomoedas. A ideia é oferecer recursos DeFi através do jogo permitindo aos usuários fazer staking e utilizar NFTs como colateral.

Comunidade Auroriana

Antes mesmo do lançamento de uma versão de testes, o Aurory criou uma estratégia bem sucedida para engajamento de jogadores e formação de uma comunidade fiel e entusiasmada, assim como fizera a equipe de Star Atlas anteriormente.

Em setembro, o Aurory lançou sua primeira coleção de NFTs e os números podem dar uma ideia da popularidade do jogo: 10.000 NFTs exclusivos foram vendidos em 3 segundos. A página onde ocorreu o lançamento inicial teve 55.000 visitantes únicos e 350.000 solicitações de compra.

Os usuários mostraram seu apoio ao jogo, e, em troca, receberam vantagens exclusivas, como acesso às versões alfas e betas do jogo futuramente. Os NFTs também podem ser usados como garantia para prover liquidez à Serum DEX, a principal exchange descentralizada da Solana.

Aury

A oferta inicial do AURY foi feita em 24 de outubro: 7% do suprimento total do token (7.000.000 tokens, de 100.000.000) foi vendido utilizando um sistema desenvolvido pela Mango Markets conhecido como IDO. Funcionou da seguinte maneira:

Qualquer pessoa com uma carteira Solana pode depositar USDCs em uma pool. Ao final de 72 horas, o total de USDC depositado na pool é trocado por AURY e, em seguida, os tokens são distribuídos aos participante do IDO proporcionalmente ao montante de USDC investido por cada um.

Os detentores dos tokens poderão fazer staking e farming do AURY para tornarem-se elegíveis para recebimentos de novos NFTs e ganharem uma taxa sobre todas as transações do marketplace da plataforma.

Essa estratégia permitiu que a equipe do Aurory captasse os recursos integralmente para o projeto, além de oferecer vantagens aos investidores que engajaram no projeto em seu estágio inicial. Também estabeleceu o preço do token de forma orgânica, e confirmou a capacidade do Aurory de atrair novos recursos e usuários para o ecossistema da Solana.

Ao todo foram captados US$ 108 milhões com o IDO. Hoje, a capitalização do mercado do AURY já ultrapassou US$ 161 milhões. Em 24 de outubro, o Aury começou a ser negociado no mercado por US$ 13,90. Hoje, está cotado a US$ 17,17, com um rendimento intradiário de 15%, de acordo com dados do CoinGecko.

Desempenho do AURY desde o IDO. Fonte: CoinGecko.

Conforme noticiado recentemente, o ecossistema Solana está em ascensão e é um dos blockchains que mais se destacou em 2021, superando o valor de mercado da Ripple.

Siga o Future of Money nas redes sociais: Instagram | Twitter | YouTube

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 4,90/mês
  • R$ 14,90 a partir do segundo mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 129,90/ano
  • R$ 129,90 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 10,83 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também