Após queda, mercado ensaia recuperação e duas criptomoedas disparam

Surpreendido com quedas significativas após um dia de alta volatilidade, o mercado cripto tenta se recuperar e duas criptomoedas ganham destaque
Principais criptomoedas em valor de mercado tentam se recuperar mas seguem com preço lateralizado (Getty Images/dulezidar)
Principais criptomoedas em valor de mercado tentam se recuperar mas seguem com preço lateralizado (Getty Images/dulezidar)
Por Mariana Maria SilvaPublicado em 27/04/2022 14:58 | Última atualização em 27/04/2022 15:18Tempo de Leitura: 3 min de leitura

Após uma queda generalizada entre as principais criptomoedas do mercado na tarde da última terça-feira, 26, a estabilidade domina o mercado cripto. Nesta quarta-feira, 27, a recuperação das perdas do dia anterior se mantém tímidas nos preços. O valor de mercado de todas as criptomoedas chegou a recuperar quase que completamente as perdas de terça-feira, mas agora volta aos US$ 1,79 trilhão. Enquanto isso, o volume de negociações também ensaia uma recuperação modesta nas últimas 24h e está em US$ 111,8 milhões, de acordo com dados do CoinGecko.

Inabalável no posto de maior criptomoeda do mundo, o bitcoin recupera as perdas do dia anterior, mas segue no vermelho em cenários mais amplos de tempo. A cripto ainda ameaçou novas quedas durante esta manhã, mas dá continuidade ao seu movimento de alta no momento, sendo cotada a US$ 39.087 e apresentando alta de 2,12% nas últimas 24 horas. Uma das notícias que podem ter influenciado o otimismo de investidores foi a legalização do bitcoin por parte da República Centro-Africana. De acordo com o analista do BTG Pactual Lucas Costa, a tendência do bitcoin no longo prazo é de alta.

Logo atrás do bitcoin está o ether, em segundo lugar. A criptomoeda nativa da rede Ethereum demonstra um pouco mais de dificuldade quando o quesito é a recuperação de preços. Durante a madrugada, chegou a ultrapassar as perdas da última terça-feira, mas voltou a cair. No momento, o preço segue estável, com alta de apenas 0,34% e cotada a US$ 2.873.

(Mynt/Divulgação)

A pressão vendedora nos ativos de risco dá sinais de alívio nesta quarta-feira. O índice Nasdaq, que acompanha ações norte-americanas e é focado em empresas de tecnologia, apresenta alta de 1%, após ter caído quase 4% no dia anterior. No entanto, os valores ainda são apresentam expressividade o suficiente para agir com mais força nos preços das criptomoedas.

A movimentação de praticamente todas as 10 principais criptomoedas do mundo em valor de mercado esteve abaixo de 1%, de acordo com o CoinMarketCap.

Além do bitcoin, apenas outras duas moedas foram a exceção:
• Solana (SOL): + 1,11%
• Avalanche (AVAX): + 1,27%

Já entre as 100 maiores moedas pelo mesmo ranking, duas criptomoedas que caíram no gosto de investidores continuam se destacando:
• STEPN (GMT): + 16,79%
• ApeCoin (APE): +7,95%

Parte de projetos que envolvem NFTs, a GMT e a APE são lançamentos relativamente novos no mundo das criptomoedas e já conquistaram uma base significativa de investidores. A GMT faz parte do jogo STEPN, que inova ao pagar recompensas na criptomoeda pelas corridas que os donos de NFTs de tênis fazem ao ar livre.

Já a APE integra o mais novo ecossistema da Bored Ape Yacht Club, coleção de NFTs que se tornou a mais cara do mundo ao fornecer benefícios exclusivos e agora vai virar um metaverso. A espera pelo universo virtual dos NFTs de macacos, que deve ser lançado em breve, pode ser uma das razões pela alta na APE, que se tornou o maior token de metaverso da atualidade, ultrapassando concorrentes como Decentraland e The Sandbox.

Siga o Future of Money nas redes sociais: Instagram | Twitter | YouTube | Telegram | Tik Tok