Future of Money
Acompanhe:

Agora aposentado, Tom Brady quer se concentrar em plataforma de NFTs

O lendário quarterback se aposenta após 22 anos na NFL, com sete anéis do Super Bowl e uma startup em blockchain, a Autograph, que acabou de arrecadar US$ 170 milhões

A Autograph captou 170 milhões de dólares com a Andreessen Horowitz, Katie Haun e Kleiner Perkins (Robert Seale/Reuters)

A Autograph captou 170 milhões de dólares com a Andreessen Horowitz, Katie Haun e Kleiner Perkins (Robert Seale/Reuters)

C
Coindesk

1 de fevereiro de 2022, 19h27

O agora ex-jogador de futebol americano com mais títulos na história da NFL, Tom Brady anunciou oficialmente sua aposentadoria nesta terça-feira, 1º, dizendo que planeja passar mais tempo com sua família e trabalhando em seus negócios, como sua recém-criada plataforma de NFTs.

"O futuro é animador", escreveu Brady em uma publicação no Instagram. "Tenho a sorte de ter cofundado empresas incríveis como Autograph, BRADY e TB12 Sports que estou animado para continuar ajudando a construir e crescer, mas exatamente como serão meus dias será um trabalho em andamento".

Marido de Gisele Bündchen e campeão do Super Bowl pelo New England Patrios e pelo Tampa Bay Buccaneers, Brady anunciou a criação da Autograph, sua plataforma de NFTs, em abril de 2021, dizendo que a empresa ajudaria atletas e outros famosos a criar e comercializar seus próprios colecionáveis ​​digitais. A empresa já fez parcerias com a DraftKings e a Lionsgate para criar NFTs baseados em franquias de filmes e estrelas do esporte.

A Autograph captou US$ 170 milhões em uma rodada de investimento no início deste mês com o apoio de Andreessen Horowitz, Katie Haun e Kleiner Perkins. Mas Brady disse que está interessado em criptomoedas há muito mais tempo do que apenas no ano passado.

Ele disse em uma conferência que queria fazer parte da indústria de criptomoedas depois de discutir isso com um de seus treinadores na temporada da NFL de 2020.

"Tem sido realmente um curso intensivo, todas essas coisas acontecem muito rapidamente", disse ele na época. "Mas, obviamente, quanto mais eu aprendia sobre tecnologias de cripto e blockchain, mais eu realmente queria fazer parte da construção de uma grande plataforma que pudesse criar oportunidades para mim, outros artistas, outras marcas de entretenimento, criando ótimos colecionáveis".

Embora Brady tenha dito que não achava que a NFL pagaria seus atletas diretamente em criptomoedas na época, ele acredita que um número crescente de jogadores de futebol pode optar por investir em ativos digitais, dizendo que ele próprio investiu em algumas criptomoedas.

No futebol americano, Brady disse no evento Consensus, em 2021, que gostava de jogar com colegas de equipe "com metade de sua idade" porque sentiu que poderia orientar esses jogadores mais jovens.

"Não é sobre eu dizer 'uau, eu consegui isso em comparação com o que todo mundo tem, na minha carreira em particular'", disse ele. "É realmente sobre 'quais foram as oportunidades que me foram apresentadas e, com base em todas as coisas e experiências que aconteceram na minha vida, as pessoas que entraram na minha vida, como posso aproveitar ao máximo minha oportunidade?'"

Na época, ele havia acabado de vencer seu sétimo Super Bowl, estabelecendo um recorde por ter mais títulos da NFL do que qualquer jogador ou time da liga. "A competição, acho que traz o melhor de todos nós", disse.

Texto traduzido por Mariana Maria Silva e republicado com autorização da Coindesk

Siga o Future of Money nas redes sociais: Instagram | Twitter | YouTube | Telegram | TikTok