Future of Money
Acompanhe:

Tom Brady diz que deseja salário em criptomoedas como bitcoin, ether e sol

Astro do futebol americano diz que gostaria de receber salário em criptoativos e diz que vários grandes nomes do esporte já demonstraram o mesmo desejo

Tom Brady tem dado manifestações frequentes sobre o seu entusiasmo com o mercado de criptoativos (Douglas P. DeFelice/Getty Images)

Tom Brady tem dado manifestações frequentes sobre o seu entusiasmo com o mercado de criptoativos (Douglas P. DeFelice/Getty Images)

G
Gabriel Rubinsteinn

22 de setembro de 2021, 20h07

O jogador de futebol americano Tom Brady, maior nome da história da modalidade e marido da brasileira Gisele Bundchen, já se mostrou um grande entusiasta do mercado cripto. Nesta semana, ele reforçou a posição, ao anunciar que espera um dia receber parte do seu salário em criptomoedas.

“Eu adoraria solicitar isso, ser pago em alguma criptomoeda e, você sabe, ser pago em bitcoin, Ethereum ou Solana", disse Brady no mais recente episódio do seu podcast "Let's Go". “Acho que é uma coisa incrível que está acontecendo no mundo, a maneira como o mundo está se tornando mais digital. E essas moedas digitais, se você olhar como o mundo está indo, com todos esses meios digitais diferentes, estão impactando o dinheiro”.

O astro do esporte americano, que é investidor e embaixador da corretora cripto FTX, também afirmou que existem "vários outros grandes nomes do esporte que já indicaram que gostariam de receber em cripto".

Com mais de 235 milhões de dólares em salários acumulados nos seus mais de 20 anos na NFL - a principal liga de futebol americano dos EUA - Brady tem sido uma voz ativa do esporte no mercado cripto. Além do investimento e da parceria com a FTX, que também tem a participação da sua esposa, o quarterback do Tampa Bay Buccaneers também tem projetos com tokens não-fungíveis, os populares NFTs.

Além de ter investido no lançamento de uma plataforma focada na tecnologia, chamada Autograph.io, ele também já lançou os seus próprios NFTs. Sua primeira coleção, "Premier Preseason Access Collection", contou com 10 mil tokens com preços entre 12 e 100 dólares cada, e esgotou em poucos segundos.

Siga o Future of Money nas redes sociais: Instagram | Twitter | YouTube