Exame logo 55 anos
Remy Sharp
Acompanhe:

Neste sábado acontece o UFC 289 em Vancouver no Canadá. A expectativa da noite está na luta entre a brasileira Amanda Nunes, que defende o cinturão do peso-galo, e a mexicana Irene Aldana, que possui 14 vitórias e seis derrotas no MMA.

Amanda é a única mulher a vencer em duas categorias diferentes (peso galo e peso-pena). Natural de Pojuca, na Bahia, ela começou a praticar karatê com apenas quatro anos de idade e devido ao seu talento, iniciou em outros tipos de luta, aos 16 anos. 

Ingressando no UFC em 2013, ela pisou pela primeira vez no octógono do maior evento do mundo, enfrentando a Alemã, Sheila Gaff, no UFC 163, realizado no Rio de Janeiro. Nunes venceu a rival e se tornou a primeira mulher brasileira da história a vencer na categoria.

Após a conquista, Nunes foi desafiada por nomes como Ronda Rousey, Valentina Shevchenko, Raquel Pennington, mantendo o cinturão do peso-galo em todas as lutas. Em 2018, ela decidiu se arriscar no peso-pena, vencendo o cinturão contra a brasileira Cris Cyborg, no UFC 232. 

Amanda Nunes é assumidamente lésbica e casada com a lutadora norte-americana Nina Ansaroff, com quem recentemente teve uma filha. Em entrevista para a EXAME, ela falou sobre as expectativas da luta contra Aldana, sua vida pessoal agora com a maternidade e como responder ao preconceito de estar em um esporte majoritariamente de homens. Confira:

Quais são as expectativas pra luta contra Aldana?

"Vai ser uma luta dura! Eu estou pronta, pode ser um nocaute, ou finalização, vamos ter cinco minutos aí pra decidir e espero sair daqui com o cinturão."

Você se tornou a primeira mulher a conquistar título em duas categorias diferentes. O que isso representa pra você?

"Significa muito para mim tudo isso! Todo suor do Brasil e depois mudando aqui pra América, todas as mudanças na minha vida eu acho que pagou. Consegui conquistar o meu sonho que era ganhar, aí veio dois e foi melhor ainda. Eu fico muito feliz em lembrar e viver isso tudo da forma que eu tô vivendo"

Como é pra vc superar o preconceito diário por ser mulher e estar em um esporte predominantemente masculino?

"Eu faço o que eu amo e por isso eu não ligo pra isso! Nada vai me apagar, nem a maldade das pessoas, eu sigo minha vida trabalhando muito e feliz" 

Como você faz para conciliar a rotina de treinos e os cuidados com a sua filha?

"É tranquilo viu, acho que a experiência deixa a gente mais tranquila. Ela (Nina) consegue me ajudar bastante e a gente vive divide direitinho em casa, pra não ficar tão pesado pra nenhuma das duas. Eu consigo treinar bem e fazer tudo, a gente não tem ajuda não viu, é só nos duas mesmo! A Nina deixa ela na escola e eu vou buscar depois do treino, tá bem mais tranquilo agora."

A disputa do cinturão entre Amanda Nunes e Irene Aldana será por volta das 23h30, com início da transmissão às 20h00  com exclusividade no UFC FIght Pass

Créditos

Últimas Notícias

ver mais
Jogos da Champions League hoje: onde assistir e horários
Esporte

Jogos da Champions League hoje: onde assistir e horários

Há 3 horas
América MG x RB Bragantino: equipe de Bragança vence e assume a 3ª posição do Brasileirão
Esporte

América MG x RB Bragantino: equipe de Bragança vence e assume a 3ª posição do Brasileirão

Há 3 horas
Bayern de Munique x Manchester United: onde assistir, horários e escalações pela Champions League
Esporte

Bayern de Munique x Manchester United: onde assistir, horários e escalações pela Champions League

Há 4 horas
Arsenal x PSV: onde assistir, horários e escalações do jogo pela Champions League
Esporte

Arsenal x PSV: onde assistir, horários e escalações do jogo pela Champions League

Há 5 horas
icon

Branded contents

ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

leia mais