• BVSP 118.811,74 pts +1,0%
  • USD R$ 5,7336 -0,0001
  • EUR R$ 6,8238 -0,0066
  • ABEV3 R$ 15,57 +1,37%
  • BBAS3 R$ 29,49 +1,03%
  • BBDC4 R$ 25,63 +1,71%
  • BRFS3 R$ 24,48 +2,00%
  • BRKM3 R$ 46,83 +7,98%
  • BRML3 R$ 9,82 -1,21%
  • BTOW3 R$ 63,1 +0,73%
  • CSAN3 R$ 89,85 +0,74%
  • ELET3 R$ 34,76 -1,95%
  • EMBR3 R$ 16 +0,25%
  • Petróleo US$ 63,34 +0,24%
  • Ouro US$ 1.729,50 -0,18%
  • Prata US$ 24,75 -0,34%
  • Platina US$ 1.168,10 -0,58%

JBS anuncia fundo de até R$ 1 bilhão para desenvolvimento da Amazônia

Fundo faz parte de projeto que inclui tecnologia de monitoramento das florestas

A JBS, segunda maior indústria de alimentos do mundo, anunciou nesta quarta-feira, 23, a criação de um fundo de até 1 bilhão de reais para apoiar o desenvolvimento sustentável da Amazônia. O fundo faz parte de um programa, chamado pela empresa de "Juntos pela Amazônia", que inclui o monitoramento dos fornecedores de seus fornecedores de animais para corte, a fim de garantir que não está comprando carne de quem desmata e queima o bioma amazônico para criar bois e porcos.

O fundo vai financiar iniciativas para ampliar a conservação da floresta e apoiar as comunidades que vivem na região amazônica. A JBS vai fazer um aporte de 250 milhões de reais no fundo nos primeiros cinco anos e convidará parceiros a contribuir também, comprometendo-se a igualar sua contribuição às doações de terceiros na mesma proporção. Assim, os recursos do fundo podem chegar a 1 bilhão de reais até 2030.

Serão contempladas iniciativas em três frentes: conservação e restauração da floresta, desenvolvimento socioeconômico das comunidades, e desenvolvimento científico e tecnológico. O fundo será presidido por Joanita Maestri Karoleski, ex-presidente da Seara, e terá suas ações planejadas por um conselho consultivo e um técnico. No consultivo, estão executivos como Alessandro Carlucci, ex-presidente da Natura, uma empresa conhecida pelas ações de sustentabilidade na Amazônia, e o ambientalista Fábio Feldman. Do técnico fazem parte Virgilio Viana, superintendente geral da Fundação Amazônia Sustentável, e Maria Daniele de Jesus Teixeira, professora da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT).

"Este é um movimento de dentro para fora da JBS. Ouvimos acadêmico, empresários do agronegócio, instituições financeiras, iniciativa pública e privada", disse, em apresentação online para a imprensa, Gilberto Tomazoni, presidente da JBS.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.