ESG

Apoio:

logo_suvinil_500x252
Logo TIM__313x500
logo_unipar_500x313
logo_espro_500x313
logo_engie_500X252

Parceiro institucional:

logo_pacto-global_100x50

Gerdau: 71% do aço é produzido a partir de sucata reciclada

O desempenho dá à empresa uma das menores médias de emissão de gases de efeito estufa (CO₂e), de 0,86 tonelada de CO₂e por tonelada de aço

Gustavo Werneck, CEO da Gerdau (Claudio Gatti/Divulgação)

Gustavo Werneck, CEO da Gerdau (Claudio Gatti/Divulgação)

Paula Pacheco
Paula Pacheco

Jornalista

Publicado em 18 de junho de 2024 às 07h00.

A Gerdau continua como maior recicladora de sucata na América Latina. Para cada tonelada de sucata reciclada, evita-se a emissão de 1,5 tonelada de CO₂e. A siderúrgica recicla aproximadamente 11 milhões de toneladas por ano e consegue produzir 71% de seu aço partindo desse material.

O desempenho dá à empresa uma das menores médias de emissão de gases de efeito estufa (CO₂e), de 0,86 tonelada de CO₂e por tonelada de aço, o que representa cerca de metade da média global do setor, de 1,91 tonelada de CO₂e por tonelada de aço (worldsteel). Paralelamente, a Gerdau avança no programa de redução de emissões de gases de efeito estufa. Por exemplo, com o uso de biomassa em substituição ao carvão de origem mineral.

Acompanhe tudo sobre:GerdauMelhores do ESG

Mais de ESG

Bromélia da Amazônia pode ser alternativa ao plástico do petróleo

Bruno Gagliasso é novo sócio da startup Mara, de alimentação a preço acessível

Redes de pesca, roupas e pneus: expedição quer identificar os microplásticos presentes nos oceanos

Trauma climático, capital e investimento privado

Mais na Exame