Acciona compra parques eólicos e entra em renováveis no Brasil

Os parques estão em processo de obter as autorizações necessárias para sua execução, as quais estão previstas para o próximo ano
 (onlyyouqj/freepik/Divulgação)
(onlyyouqj/freepik/Divulgação)
Por ReutersPublicado em 29/11/2021 19:00 | Última atualização em 29/11/2021 19:10Tempo de Leitura: 2 min de leitura

A empresa Acciona Energía assinou um acordo com a Casa dos Ventos para a aquisição de dois projetos eólicos em desenvolvimento (Sento Sé I e II), na Bahia, o que representa a entrada da companhia espanhola no mercado brasileiro de geração renovável.

Os parques, que somados podem chegar a até 850 MW de potência, estão em processo de obter as autorizações necessárias para a sua execução, as quais estão previstas para o próximo ano.

  • Assine a EXAME e fique por dentro das principais notícias que afetam o seu bolso.

Com tais autorizações, a Acciona poderá aprovar o investimento e iniciar a construção, disse a nota. A execução completa de ambos os parques significaria um investimento de cerca de 800 milhões de euros.

A companhia disse que também analisa outros projetos eólicos e fotovoltaicos para consolidar a presença no país com o objetivo de ser um agente ativo na transição energética de longo prazo e contribuir para a descarbonização da economia e da atividade empresarial.

A Acciona Energía estabeleceu a meta de dobrar seu tamanho e alcançar 20 GW de capacidade instalada até 2025, com base numa carteira de 9,8 GW de projetos em desenvolvimento avançado, aos quais serão somados agora os 850 MW dos parques eólicos Sento Sé I e II.

O grupo Acciona está presente no Brasil há mais de 20 anos com a entrega de importantes projetos de infraestrutura como o Terminal 2 do Porto do Açu, no Estado do Rio de Janeiro, e o Sistema de Esgotamento Sanitário de Santa Cruz do Capibaribe, em Pernambuco.

Atualmente é a responsável pela construção da Linha 6 Laranja de metrô de São Paulo.