Vendas no Dia das Mães podem subir 5%, diz CNDL

O presidente da CNDL, Roque Pellizzaro Junior, avalia que o cenário econômico está mais favorável ao consumo

Brasília - A Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) estima que haverá crescimento de 5% nas vendas do varejo para o Dia das Mães em 2012, na comparação com igual período do ano passado. O número é calculado com base na estimativa de consultas feitas ao banco de dados do SPC Brasil, o Serviço de Proteção ao Crédito, para compras no cheque ou crediário.

O presidente da CNDL, Roque Pellizzaro Junior, avalia que o cenário econômico está mais favorável ao consumo, com juros menores e inflação sob controle, e que essa combinação promete gerar bons resultados para o varejo.

"Os dados econômicos recentes indicam que a recuperação do crescimento interno mais forte já pode ser visto a partir deste segundo quadrimestre, e isso coincidirá com as vendas do Dia das Mães e todos os incentivos ao consumo adotados pelo governo com medidas fiscais e monetárias", diz Pellizzaro Junior.

A CNDL estima que o gasto médio com o presente do Dia das Mães deve ficar em torno de R$ 80. A confederação aposta em bons resultados de vendas nos setores de perfumaria, cosméticos, vestuário, calçados, joias, semijoias e eletrodomésticos.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.