Produção industrial do ES é destaque em pesquisa do IBGE

A indústria do Espírito Santo cresceu 10,5% em março deste ano em relação ao mesmo mês de 2010

Rio de Janeiro - A indústria capixaba cresceu 10,5% em março deste ano em relação ao mesmo mês de 2010, segundo levantamento divulgado hoje (10) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O aquecimento da produção no Espírito Santo também se destaca na comparação entre o primeiro trimestre de 2011 e igual período do ano passado, revelando um crescimento de mais de 11%.

Os resultados colocam o Espírito Santo como destaque, no mês de março, na trajetória do setor, pesquisada em 14 regiões pelo IBGE. O estado capixaba se distancia inclusive de São Paulo (SP), que responde por 40% do parque industrial nacional e apresentou expansão de 1,2% em março, ante mesmo mês do ano passado. Na comparação trimestral, a produção industrial de São Paulo teve incremento de 3,8%, inferior aos resultados do Paraná (4,8%) e de Minas Gerais (4,5%).

Em março, em todas as comparações com períodos anteriores, o estado do Espírito Santo se destacou na produção industrial do país, que aumentou 0,5%, segundo o IBGE. De acordo com o instituto, uma das justificativas para o desempenho capixaba é a presença de setores como de petróleo, de bens de consumo duráveis, como automóveis, celulares e motocicletas, e de bens de capital, para construção, transportes e fins industriais.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 3,90/mês
  • R$ 9,90 após o terceiro mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 99,00/ano
  • R$ 99,00 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 8,25 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.