• AALR3 R$ 20,20 -0.49
  • AAPL34 R$ 66,78 -0.79
  • ABCB4 R$ 16,69 -3.75
  • ABEV3 R$ 13,98 -1.13
  • AERI3 R$ 3,67 -0.81
  • AESB3 R$ 10,70 0.00
  • AGRO3 R$ 30,74 -0.32
  • ALPA4 R$ 20,46 -1.35
  • ALSO3 R$ 18,92 -0.94
  • ALUP11 R$ 26,83 0.86
  • AMAR3 R$ 2,41 -1.23
  • AMBP3 R$ 29,84 -2.29
  • AMER3 R$ 23,45 1.56
  • AMZO34 R$ 66,86 -0.09
  • ANIM3 R$ 5,36 -2.72
  • ARZZ3 R$ 81,01 -0.23
  • ASAI3 R$ 15,95 3.24
  • AZUL4 R$ 20,93 -1.46
  • B3SA3 R$ 12,13 2.71
  • BBAS3 R$ 37,15 4.06
  • AALR3 R$ 20,20 -0.49
  • AAPL34 R$ 66,78 -0.79
  • ABCB4 R$ 16,69 -3.75
  • ABEV3 R$ 13,98 -1.13
  • AERI3 R$ 3,67 -0.81
  • AESB3 R$ 10,70 0.00
  • AGRO3 R$ 30,74 -0.32
  • ALPA4 R$ 20,46 -1.35
  • ALSO3 R$ 18,92 -0.94
  • ALUP11 R$ 26,83 0.86
  • AMAR3 R$ 2,41 -1.23
  • AMBP3 R$ 29,84 -2.29
  • AMER3 R$ 23,45 1.56
  • AMZO34 R$ 66,86 -0.09
  • ANIM3 R$ 5,36 -2.72
  • ARZZ3 R$ 81,01 -0.23
  • ASAI3 R$ 15,95 3.24
  • AZUL4 R$ 20,93 -1.46
  • B3SA3 R$ 12,13 2.71
  • BBAS3 R$ 37,15 4.06
Abra sua conta no BTG

Petrobras reduz preço da gasolina após sequência de altas

Corte de 1,15%, que ocorre após uma sequência de altas em dezembro, é a primeira queda desde 27 de novembro; valor passa entra em vigor na sexta-feira
Petrobras vai reduzir o preço médio da gasolina em 1,51 por cento em suas refinarias a partir de sexta-feira (Reuters/Ueslei Marcelino)
Petrobras vai reduzir o preço médio da gasolina em 1,51 por cento em suas refinarias a partir de sexta-feira (Reuters/Ueslei Marcelino)
Por ReutersPublicado em 13/12/2018 09:07 | Última atualização em 13/12/2018 14:38Tempo de Leitura: 2 min de leitura

São Paulo - A Petrobras reduzirá o preço médio da gasolina vendida em suas refinarias em 1,51 por cento a partir de sexta-feira, para 1,5878 real por litro, no primeiro corte realizado pela empresa para o combustível desde 27 de novembro, informou a estatal em seu site nesta quinta-feira.

A redução ocorrerá após o petróleo ter registrado leve baixa no mercado internacional na quarta-feira, ao mesmo tempo em que o dólar caiu 1,74 por cento ante o real.

Nesta quinta-feira, o petróleo tinha leve alta, assim como o dólar subia.

O corte apontado para sexta-feira ocorre após a gasolina da empresa acumular, somente em dezembro, até esta quinta-feira, alta de 7,4 por cento, diante de ganhos no mercado internacional anteriormente, com expectativas de corte de oferta por grandes produtores de petróleo.

A política de preços da Petrobras leva em consideração o câmbio e também os preços do petróleo no mercado internacional, além de outros fatores.

"O anúncio do corte de produção por parte da Opep fez com que o preço subisse na semana passada", disse o consultor Eduardo Oliveira de Melo, da Raion, especializada em combustíveis.

A Petrobras tem reiterado ao longo de 2018 que o preço de sua gasolina corresponde a aproximadamente um terço do valor praticado nas bombas, sobre o qual recaem tributos, a mistura obrigatória de etanol anidro e a estratégia comercial de distribuidoras e revendedoras.

Recentemente, a reguladora ANP pediu explicações ao segmento distribuidor sobre o repasse de preços ao consumidor final, que estava menor do que o reportado pela estatal.