Economia
Acompanhe:

Petrobras anuncia aumento no preço da gasolina

O preço por litro da gasolina nas refinarias passará de R$ 3,08 para R$ 3,31, um aumento de R$ 0,23, ou 7,46%

Gasolina: O preço final que o consumidor paga no posto de combustível não é o mesmo das refinarias (Leandro Fonseca/Exame)

Gasolina: O preço final que o consumidor paga no posto de combustível não é o mesmo das refinarias (Leandro Fonseca/Exame)

A
André Martins

24 de janeiro de 2023, 13h39

A Petrobras anunciou nesta terça-feira, 24, que vai aumentar o preço de venda da gasolina para as distribuidoras a partir do dia 25 de janeiro. 

Segundo a estatal, o preço por litro da gasolina nas refinarias passará de R$ 3,08 para R$ 3,31, um aumento de R$ 0,23, ou 7,46%.

Este foi o primeiro aumento no preço da gasolina desde julho de 2022. O combustível vinha de cinco reduções seguidas. A última aconteceu em 7 de dezembro, há mais de 45 dias. No patamar atual, a gasolina estava sendo negociada abaixo dos valores do mercado internacional.

A defasagem da gasolina em relação ao preço internacional estava em 14% na segunda-feira, segundo dados da Abicom, associação que reúne as importadoras.

O preço final que o consumidor paga no posto de combustível não é o mesmo das refinarias. O valor na bomba inclui ainda preços da cadeia de produção e tributos, e pode variar nas localidades.

De acordo com a Petrobras, considerando a mistura obrigatória de 73% de gasolina A e 27% de etanol anidro para a composição da gasolina comercializada nos postos, a parcela da Petrobras no preço ao consumidor será, em média, R$ 2,42 a cada litro vendido na bomba.

"Esse aumento acompanha a evolução dos preços de referência e é coerente com a prática de preços da Petrobras, que busca o equilíbrio dos seus preços com o mercado, mas sem o repasse para os preços internos da volatilidade conjuntural das cotações e da taxa de câmbio", explicou a estatal em nota. 

preço médio nacional do litro da gasolina foi de R$ 4,98 nos postos na semana de 15 e 21 de janeiro, segundo a Agência Nacional de Petróleo, Gás e Biocombustíveis. Essa foi a primeira vez no ano que o litro volta a ficar abaixo de R$5,00. A última vez que isso aconteceu foi na última semana de 2021, quando o preço médio do litro do combustível ficou em R$ 4,96.