Camex prorroga tarifa antidumping sobre butanol importado dos EUA

Sobretaxa de até 28,4 por cento afeta importações das empresas Dow Chemical, Union Carbide e Basf
Basf: butanol é um solvente que tem entre suas principais aplicações produtos das indústrias de tintas e vernizes, perfumes, antibióticos e polidores e limpadores (Germano Lüders/EXAME.com/Site Exame)
Basf: butanol é um solvente que tem entre suas principais aplicações produtos das indústrias de tintas e vernizes, perfumes, antibióticos e polidores e limpadores (Germano Lüders/EXAME.com/Site Exame)
R
ReutersPublicado em 01/09/2017 às 08:39.

São Paulo - A Câmara de Comércio Exterior (Camex) decidiu prorrogar por cinco anos o direito antidumping aplicado sobre importações do produto químico butanol produzido nos Estados Unidos, aplicando sobretaxa de até 28,4 por cento, segundo resolução publicada nesta sexta-feira no Diário Oficial da União.

A resolução afeta importações das empresas Dow Chemical, Union Carbide e Basf.

A prorrogação foi pedida pela brasileira, do grupo Itaúsa.

O butanol é um solvente que tem entre suas principais aplicações produtos das indústrias de tintas e vernizes, perfumes, antibióticos e polidores e limpadores. As principais matérias-primas para sua produção são o propileno e o gás natural.