Brasileiro é o mais satisfeito com seu padrão de vida dentre os BRICs

Maior parte da população de três emergentes - Brasil, China e Índia – está satisfeita com seu padrão de vida
No Brasil, 87% dentre os 20% mais ricos estão satisfeitos – e 67% dos 20% mais pobres (Getty Images)
No Brasil, 87% dentre os 20% mais ricos estão satisfeitos – e 67% dos 20% mais pobres (Getty Images)
Por Beatriz OlivonPublicado em 10/04/2012 11:55 | Última atualização em 10/04/2012 11:55Tempo de Leitura: 3 min de leitura

São Paulo – Um estudo da Gallup divulgado hoje mostra que o padrão de vida nos BRICs não está diretamente relacionado ao crescimento econômico deles. Pelo menos segundo a opinião dos cidadãos de cada país. O Brasil, que registrou o menor crescimento do PIB no bloco em 2011, saiu-se bem quando o assunto foi a satisfação dos moradores.

Dentre os cinco países que compõe o bloco (Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul) o Brasil é o que possui a maior parte de sua população satisfeita com seu padrão de vida (77%). Somente China e Índia também tiveram a maioria de seus cidadãos satisfeitos, sendo 72% na China e 61% na Índia, em 2011. 

A liderança brasileira também se dá quanto à satisfação de acordo com os níveis de renda. Tanto pobres quanto ricos brasileiros são mais satisfeitos que seus equivalentes nos outros BRICs. O estudo afirma que isso pode ser um reflexo da relativa estabilidade econômica durante o governo Lula.

No Brasil, 87% dentre os 20% mais ricos estão satisfeitos – e 67% dos 20% mais pobres. Na China, medalha de prata nessa categoria, a relação é de 81% dos ricos e 53% dentre os mais pobres. Na África do Sul há a pior relação: 67% e 30%, respectivamente. 

A diferença é a menor, mas, entre 2010 e 2011, o Brasil foi o país dos BRICs que registrou o maior aumento da diferença de satisfação entre ricos e pobres. A diferença era de 10 pontos percentuais em 2009 e caiu para 5 em 2010 – para depois chegar a 20 pontos percentuais em 2011. Na Rússia, ela também subiu, de 15 para 18 pontos percentuais entre 2010 e 2011. Nos outros países, a diferença é bem maior – tendo chegado a 51 pontos percentuais na índia em 2009 - e cai desde 2009. 

Já entre os mais ricos e os mais pobres que acreditam que seu padrão de vida está melhorando, o Brasil ocupa o segundo lugar, perdendo para os chineses. Lá, 87% dos mais ricos acreditam que seu padrão de vida está melhorando – ante 71% dos mais pobres. No Brasil, os crentes são 79% dos mais ricos e 53% dos mais pobres. 

Expectativas

Se o Brasil lidera entre os satisfeitos, ele perde para a China quando o assunto é expectativa. Somente nesses dois países a maioria da população acredita que o padrão de vida está melhorando. Na China, a líder de crescimento do PIB dentre os BRICs no ano passado, 79% do total da população tinha essa sensação em 2011. No Brasil, 65%, uma queda em relação a 2010, quando 72% dos brasileiros pensavam que o padrão de vida estava melhorando por aqui. Ela também caiu na Rússia no mesmo intervalo de tempo.


A durabilidade das altas taxas de crescimento nos países emergentes é incerta. Para continuar estimulando essas taxas e permitir ganhos nos diferentes níveis salariais, as lideranças devem implementar políticas sustentáveis, segundo o Gallup. O instituto citou, como exemplos de políticas, a expansão do brasileiro Bolsa Família e o programa chinês de redução de pobreza implementado em colaboração com o Banco Mundial. “Os dois países veem elevado otimismo sobre os padrões de vida e baixas disparidades entre os níveis de renda”, afirma o Gallup. 

A pesquisa baseia-se em entrevistas realizadas pessoalmente e por telefone (na China). A margem de erro varia de um mínimo de 2,0 pontos percentuais para mais ou para menos e um máximo de 3,5 pontos percentuais para mais ou para menos. 

 
% satisfeita com seu padrão de vida 2009 2010 2011
Brasil 74 77 77
China 60 66 72
Índia 60 64 61
África do Sul 42 45 45
Rússia 36 39 39
       
% que acredita que seu padrão de vida está melhorando 2009 2010 2011
Brasil 61 72 65
China 76 78 79
Índia 32 44 44
África do Sul 34 34 47
Rússia 17 31 26