Brasil espera manter cooperação com Reino Unido e UE

Decisão do Reino Unido de deixar a União Europeia foi recebida com “respeito” pelo governo brasileiro, segundo o Ministério das Relações Exteriores

Brasília - A decisão do Reino Unido de deixar a União Europeia foi recebida com “respeito” pelo governo brasileiro e confiança de que a mudança não irá “deter o processo de integração europeia nem o espírito de abertura ao mundo que caracterizam o Reino Unido”, informou, em nota, o Ministério das Relações Exteriores.

O texto lembra a parceria estratégica entre Brasil e UE, que completará 10 anos em 2017. “Continuaremos engajados, com prioridade inalterada, na negociação de um Acordo de Associação entre o Mercosul e a União Europeia, que trará importantes benefícios para os dois lados”, diz a nota.

Sobre a relação com o Reino Unido, o Itamaraty afirma que o Brasil espera a continuidade da cooperação entre os dois países “no amplo espectro de interesses comuns e a reforçar, em novos moldes, a relação comercial bilateral e a promoção de investimentos recíprocos”.

Mais cedo, em entrevista à rádio Estadão, o presidente interino Michel Temer afirmou que o governo brasileiro não iria “dar palpites” no aspecto político da decisão do Reino Unido e seria preciso esperar para verificar o impacto econômico para o Brasil.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.