BCE está "muito distante" de elevar juros, avalia Deutsche

O banco alemão prevê que o próximo passo do BCE será anunciar uma nova extensão do programa de relaxamento quantitativo

São Paulo - O Banco Central Europeu (BCE) ainda está "muito distante" de começar a elevar juros, segundo avaliação do economista-chefe do Deutsche Bank, David Folkerts-Landau.

O banco alemão prevê que o próximo passo do BCE, na reunião de política monetária de outubro, será anunciar uma nova extensão do programa de relaxamento quantitativo (QE, na sigla em inglês), que prevê compras de 60 bilhões de euros em ativos mensalmente até dezembro.

Para Folkerts-Landau, o BCE poderá prorrogar o QE por mais seis meses, reduzindo as compras mensais para 40 bilhões de euros.

De acordo com o Deutsche, os principais desafios do BCE são a força do euro, o fato de que o avanço na inflação ainda não é sustentável e a fraca pressão inflacionária dos salários.

Na reunião do último dia 20, o BCE decidiu manter inalterados os amplos estímulos de sua política monetária. Com informações da Dow Jones Newswires.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 3,90/mês
  • R$ 9,90 após o terceiro mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 99,00/ano
  • R$ 99,00 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 8,25 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.