Economia

BC do México reduz previsão de crescimento para 2017

O BC mexicano previu que a inflação continuará acima do limite da meta de 4 por cento na maior parte de 2017, antes de cair no final do ano

México: o BC mexicano também reduziu a previsão de crescimento de 2018 para uma faixa entre 1,7 e 2,7% (Jose Luis Gonzalez/Reuters)

México: o BC mexicano também reduziu a previsão de crescimento de 2018 para uma faixa entre 1,7 e 2,7% (Jose Luis Gonzalez/Reuters)

R

Reuters

Publicado em 1 de março de 2017 às 17h07.

O banco central do México revisou para baixo nesta quarta-feira a previsão de crescimento econômico de 2017 para entre 1,3 e 2,3 por cento, citando vários riscos para a segunda maior economia da América Latina por causa das esperadas políticas protecionistas do presidente de Estados Unidos, Donald Trump.

O BC mexicano também reduziu a previsão de crescimento de 2018 para uma faixa entre 1,7 e 2,7 por cento, afirmando que espera algum impacto de potenciais políticas norte-americanas sobre a corrente de comércio EUA e no investimento no México.

O BC mexicano previu que a inflação continuará acima do limite da meta de 4 por cento na maior parte de 2017, antes de cair no final do ano.

Acompanhe tudo sobre:BancosDonald TrumpInflaçãoMéxicoPIB

Mais de Economia

Qual é a diferença entre bloqueio e contingenciamento de recursos do Orçamento? Entenda

Haddad anuncia corte de R$ 15 bilhões no Orçamento de 2024 para cumprir arcabouço e meta fiscal

Fazenda mantém projeção do PIB de 2024 em 2,5%; expectativa para inflação sobe para 3,9%

Mais na Exame